Quem nunca teve uma certa dificuldade para dormir? Algumas pessoas enfrentam essa dificuldade todos os dias. O sono é o período de descanso do corpo e da mente, e é fundamental para o bom funcionamento do nosso organismo.

O tempo ideal de sono pode variar entre as pessoas, e também de acordo com a idade. Bebês dormem até 16 horas por dia, crianças e adolescente em média 10 horas, e depois dos 18 anos até a terceira idade, dormimos cerca de oito horas.

O que importa é a sensação de noite bem dormida, independentemente do tempo de sono. Quando isso não acontece, a falta de sono produz cansaço, irritabilidade e problemas de memória, entre outros.

A insônia se caracteriza tanto pela dificuldade para começar a dormir quanto pelo sono leve, curto e pouco profundo, que deixa aquela sensação de noite mal dormida e de cansaço quando se acorda, atrapalhando seu dia.

A insônia pode ser aguda ou crônica. Torna-se crônica quando dura mais de três semanas. Geralmente existe insônia por maus hábitos como: horário irregular para dormir, uso de cigarro, tomar muito café, álcool em excesso, dormir com a TV ou computador ligado.

Mas na grande maioria dos casos, a insônia está relacionada a distúrbios psíquicos como depressão, ansiedade, angústia ou estresse. O tratamento da insônia deve ser feito com acompanhamento médico, e evitando remédios
que causem dependência.

Dicas que você pode e deve fazer se tiver insônia: evite dormir demais de dia; evite alimentos pesados e bebidas como café, refrigerantes e álcool antes de dormir; tenha horários regulares para dormir e acordar e não durma demais; durma na posição correta –de lado, com os joelhos dobrados; procure dormir num colchão não muito mole nem muito duro; e muito importante: o quarto deve estar escuro e silencioso.

Outra dica: chás - como o de erva cidreira - podem ajudar muito, mas atenção! Nunca tome
remédios para dormir sem acompanhamento médico, os riscos podem ser muito grandes.