Inauguração da Cutelaria Don José, joias em formato de faca

Foto: Cutelaria DJ

Por: Elissandro Sutil

05/08/2022 - 11:08 - Atualizada em: 23/05/2024 - 13:30

Neste sábado, dia 06, Jaraguá do Sul ganha a primeira loja exclusiva dedicada à beleza das facas, a Cutelaria Don José, na Barra do Rio Cerro. Uma loja com diversas marcas e modelos de encher os olhos mesmo de quem é leigo no assunto.

Facas que são verdadeiras joias, com formatos de lâmina e cabo desenvolvidos artesanalmente, peça por peça e com preços que vão de algumas centenas até alguns milhares de reais, de acordo com o design, superfície da lâmina, material do cabo, exclusividade ou quantidade produzida e outras características.

É a arte da cutelaria, a fabricação de facas e, por extensão, outros utensílios cortantes, que aliam beleza e funcionalidade. Mesmo aptas para “toda obra” na cozinha ou na churrasqueira, a maioria delas acaba apenas embelezando coleções particulares onde ficam expostas.

Cada faca tem uma peculiaridade que a diferencia das demais, mesmo que sejam de uma mesma série do fabricante. As fabricadas com aço damasco por exemplo, feita em camadas, ganham formatos estriados únicos na superfície da lâmina, de modo que cada modelo seja exclusivo de quem as adquire. Curvatura, design, material do cabo, que pode ser madeira, resinas, chifre de animais e outros materiais que conferem impressionante beleza.

Foto: divulgação

 

Complementando o processo, as bainhas, usadas para transporte das facas com segurança, criam mais uma “camada de beleza” ao produto, graças também às suas características artesanais. Normalmente são feitas de couro, por pessoas especializadas na confecção nesse material.

A cutelaria Don José irá vender facas de fabricação própria e de outras marcas. As facas Don José também podem ser produzidas sob encomenda, atendendo às características solicitadas pelo cliente.

Também estarão disponíveis modelos de outras marcas como Graxain, Cascavel, Monterrey, Ferreiro Artesão, M Madalosso e Thomazi. Vinhos, queijos e cachaças são alguns dos outros atrativos, perfeitos para a composição de kits presente de muito bom gosto. Tábuas e acessórios para churrasco também integram o mix de produtos da loja.

De colecionismo ao negócio com facas

O representante comercial José Carlos Rodrigues de Oliveira, que trabalha para o setor de ferramenta de usinagem, tem uma mania: colecionar coisas. Começou com os carrinhos, na infância, e ao longo do tempo, foi mudando conforme a época. Vieram as moedas antigas e depois as facas. O interesse pela ferramenta o levou a fazer várias aquisições sempre que se interessava por um modelo. Para incrementar a coleção, começou a participar de grupos de leilões no WhatsApp, onde aficcionados compram e vendem facas.

Um dos leiloeiros sugeriu que ele montasse um grupo dele mesmo, onde poderia continuar a fazer as transações com a vantagem de ser o administrador. O negócio secundário – o comércio de facas, começou a tomar bastante tempo do representante comercial. Tanto que sua esposa, Sirlei, sugeriu que ele parasse com a atividade nos grupos, que já completava um mês. Decidido a parar, passou a treinar um substituto para a atividade que desempenhava nos leilões. Em determinado dia, se viu excluído de todos os grupos de leilão de facas.

Pesquisando o porquê, descobriu-se rumores de que José Carlos havia iniciado o próprio de facas. Isso o entristeceu profundamente, pois não era verdade. Por iniciativa da mulher, montou um novo grupo, reunindo amigos que já havia feito nesse mundo da cutelaria e passou a vender facas de sua própria coleção. Coleção que foi prontamente substituída, posteriormente, por uma nova coleção de facas antigas, que ele continua alimentando.

Com o passar do tempo, o casal Oliveira decidiu dar um novo passo e passou a desenvolver modelos. Além da paixão pela ferramenta em si, somou para que o negócio prosseguisse os próprios conhecimentos de José Carlos na área de usinagem. Desta forma, quando alguém pedia um modelo eles desenvolviam e encaminhavam para a fabricação, terceirizada.

Até então o negócio não tinha um nome ainda definido, embora o grupo no Whatsapp se chamasse “Grupo de Facas Aliança”. Um colecionador argentino daquele grupo tinha o hábito de chamar José Carlos de “Don José”. Uma pessoa da família, ouvindo essa história, sugeriu que as facas produzidas levassem esse nome. Então ficou decidido que a marca própria de facas se chamaria Don José.

Onde encontrar

Rua Feliciano Bortolini, 1216, Barra do Rio Cerro, Jaraguá do Sul, SC

Whatsapp: (47) 9 8428 7169

Site: cutelariadonjose.com

Instagram: @cutelariadonjose

Facebook: /cutelariadonjose

Notícias no celular

Whatsapp