O verão exige cuidados redobrados com a saúde ginecológica. Isso porque é nessa época que as doenças como a candidíase são mais frequentes.

A ginecologista e obstetra, Dra. Thaís Lebtag, explica que o pH ácido da vagina, que varia de 3,8 a 4,5, é o ambiente ideal para a defesa da região contra os micro-organismos.

No entanto, alguns fatores são capazes de alterar esse equilíbrio, como o estresse, a baixa resistência, má alimentação, gravidez, menstruação, relação sexual, alterações hormonais e menopausa.

Porém, segundo a médica, o clima quente é ideal para proliferação de fungos e bactérias, por conta de transpiração íntima ser maior que no restante do ano.

Com o intuito de prevenção, já que o fim de ano se aproxima, a ginecologista separou algumas dicas para auxiliar as mulheres com cuidados para o período.

Foto: Matheus Wittkowski | OCP News

Confira algumas dicas de como prevenir doenças ginecológicas no verão:

  • Evite permanecer com maiô ou biquíni molhado por muito tempo;
  • Não se depile no mesmo dia que vai à praia ou mergulhar na piscina. Isso pode causar minúsculas lesões na pele, que fica desprotegida e exposta à contaminação;
  • Fuja das roupas sintéticas nos dias mais quentes. Esse tecido impede a ventilação na vagina. Prefira as calcinhas de algodão;
  • As calcinhas devem ser lavadas sempre com sabão de coco ou sabonete neutro. Evite amaciante e água sanitária nas peças;
  • Não durma com absorvente íntimo. Ele deve ser trocado com regularidade. Dormir sem calcinha pode ser uma boa solução para arejar a região genital;
  • Opte por usar pequena quantidade de sabonete íntimo apenas na parte externa da vagina;
  • Consulte o ginecologista regularmente para realizar exames ginecológicos de rotina.

Sobre a especialista

A Dra. Thaís Straliotto Lebtag (CRM/SC 14849 e RQE 12.383) atende no Hospital e Maternidade Jaraguá, na rua dos Motoristas, 120. E também na Policlínica Rio Branco, na rua Barão do Rio Branco, 207, 1º andar, sala 05. Contato pelo telefone (47) 3275-1063.