Pesquisadores espanhóis elevaram o nível de alerta para amarelo de risco de erupção do vulcão Cumbre Vieja, que fica na ilha de La Palma, na costa da África. Segundo as autoridades, o vulcão é capaz de gerar um tsunami que atingiria todo o continente americano, com maiores impactos no litoral das regiões Norte e Nordeste do Brasil.

A última erupção aconteceu em 1971 e desde 2017 começou a dar sinais de atividade.

 

Segundo o pesquisador do Instituto de Ciência do Mar da Universidade Federal do Ceará (UFC), Carlos Teixeira, a possibilidade de um tsunami é pequena, porém existe.

"Ele não estava dando sinais de erupção, mas agora ele chegou a um segundo nível. São quatro níveis de alerta. Ele pode vir a ter uma erupção, mas não significa que essa erupção vai gerar um tsunami, mas é uma possibilidade, mesmo que mínima", explicou o pesquisador em entrevista ao UOL.

A chance de um tsunami acontecer pela erupção do vulcão Cumbre Vieja já foi confirmada em diversas pesquisas sobre o assunto.

"Existem diversos estudos já publicados sobre essa possibilidade de tsunami. É uma hipótese real, e ela aconteceria caso houvesse uma erupção explosiva", disse Carlos.

Segundo análise feita em estudo produzido no Departamento de Geologia da UFPR (Universidade Federal do Paraná) a Ilha de La Palma fica a 4.462 km de São Luís.

Uma pesquisa no Departamento de Geologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR) mostrou que a Ilha de La Palma fica a 4.462 quilômetros de São Luís, capital do Maranhão.

"Estima-se que a próxima erupção poderá desestabilizar a encosta da ilha devido a fatores como declividade do vulcão, volume de material mobilizado, fatores climáticos e principalmente, a uma zona de fraqueza existente que facilitará a ocorrência do movimento de massa", explica a pesquisa do geólogo da UFPR, Mauro Gustavo Resse Filho.

Caso ocorra este movimento, um tsunami pode ser gerado que atravessaria o Oceano Atlântico e atingiria todos os países no continente americano banhados por ele, incluindo o Brasil.

Níveis de alerta

Existem quatro níveis de alerta para a erupção de um vulcão. O vulcão Cumbre Vieja atingiu o nível amarelo, que é o segundo dos quatro existentes.

No nível de alerta amarelo, a população é orientada para que fique atenta a mudanças na situação do vulcão. As autoridades intensificam a vigilância e o monitoramento das atividades vulcânicas e sísmicas.

No nível laranja, que é o terceiro nível, um alerta máximo é decretado para fenômenos que acontecem antes de uma erupção.

Já o alerta vermelho é decretado estado de emergência, que acontece quando uma erupção está em andamento.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp