Diante da situação de 708 focos de mosquitos Aedes aegypti encontrados somente neste ano – ano passado foram 806 registros - e da confirmação de dois casos de pessoas que contraíram dengue dentro de Joinville (autóctone), a Secretaria da Saúde de Joinville, através da Vigilância Ambiental, vai realizar mutirões de vistorias nas residências, com a participação de soldados do 62º Batalhão de Infantaria.

Os trabalhos começaram nesta terça-feira (19) e seguem nos bairros que tiveram maior registros de focos do mosquito responsável pela transmissão da dengue, zika vírus e febre chikungunya. Este mutirão deve durar duas semanas.

A primeira ação foi no bairro Fátima (72 focos) nesta manhã. As equipes da Vigilância Ambiental (Rua Aubé, 790 – Boa Vista) indo em direção à rua Florianópolis, que foi o primeiro local de concentração das equipes. Ao longo das duas semanas de atividades concentradas, os trabalhos de vistorias serão feitos nos bairros Jarivatuba (72) e Boa Vista (156).

Os soldados e os agentes de endemias da Vigilância Ambiental vão orientar os moradores a prevenir o surgimento dos focos dos mosquitos

Os soldados e os agentes de endemias da Vigilância Ambiental vão orientar os moradores a prevenir o surgimento dos focos dos mosquitos, falando para não deixar água acumulada nos terrenos e moradias. A água é o ambiente propício para o desenvolvimento do mosquito.

*Com informações da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Joinville

Quer receber as notícias no WhatsApp?