Uma tartaruga-verde foi devolvida ao mar na tarde de domingo (10) na Barra da Lagoa, em Florianópolis.

O animal havia sido capturado por uma rede de arrasto de praia durante a pesca da tainha e chegou até o Projeto Tamar por pescadores.

A tartaruga pesava 7 quilos e já era juvenil. O animal não precisou passar por reabilitação, pois apresentava boa estado de saúde quando chegou no Projeto Tamar. Por 15 dias a tartaruga ficou em observação para ser registrada e identificada.

O animal é da espécie Chelonia myda, e de acordo com uma revisão dos grupos de especialistas e divulgada pelo Projeto Tamar nesse ano, a tartaruga saiu da lista de espécies ameaçadas e passou para a categoria quase ameaçada. Porém, a existência do animal depende de ações de conservação.