Recentemente a costa Oeste do Japão enfrenta uma das piores tempestades da história do país. Nanmadol é como o supertufão com enorme poder de destruição foi batizado. O fenômeno possui ventos que passam de 190 km/h e tormentas impressionantes no ar. O Japão se viu obrigado a interromper a sua produção, por conta da ameaça do supertufão.

Foto: Reprodução

Conforme informado pelas autoridades do país, os ventos chegam a 270 km/h. A força desse fenômeno é quatro vezes maior do que o último ciclone que atingiu Santa Catarina, em agosto. No Japão, o governo orienta que 7 milhões de pessoas procurem abrigo.

Foto: Reprodução

Ao menos duas pessoas morreram por conta do supertufão, mas a contagem oficial só poderá ser realizada após a tempestade. Além das fábricas, transportes e serviços estão praticamente paralisados. Devido a situação grave que o país se encontra, o Primeiro-ministro Fumio Kishida retardou sua viagem para Nova York, onde deve discursar na Assembleia Geral da ONU.

Foto: Reprodução