Durante uma viagem de avião, o passageiro chamado Jawny gravou uma mulher que tentou dar uma palestra sobre a “verdadeira origem” da pandemia do Covid-19 durante um voo com destino a Nova Iorque. No vídeo, o homem informa que comprou um pacote de wi-fi apenas para conseguir transmitir a palestra ao vivo em seu perfil no TikTok.

A mulher usava um microfone do tipo headset, se levantou no meio do voo e começou a falar seu discurso sobre a "verdadeira origem" da pandemia no corredor do avião.

“A pandemia começou porque os humanos perderam um pouco a fé”, iniciou a mulher.

Enquanto a mulher, que não teve a identidade revelada, continua com o seu discurso equivocado, ela acaba irritando não só a comissária, mas também todos os outros passageiros presentes no voo.

"Senhora, você só quer chamar a atenção", diz um passageiro no fundo do avião.

No vídeo a comissária tenta informar a mulher que se ela continuasse com esse tipo de comportamento seria necessário algemá-la.

"Você vai me algemar? Não preciso ser algemada. Eu sou completamente inofensiva. Além disso, acho que todos estão gostando disso porque, como eu disse, não sou terrível de se olhar”, ironiza.

Não satisfeita, ela continua com a "palestra".

“A razão pela qual a pandemia começou é porque ninguém aqui tem mais fé, porque vocês estão presos a seus aparelhos estúpidos, e nem sabem mais o que é a realidade. Meu cachorro tem mais bom senso do que qualquer um de vocês”

@jawnysomeone come get her♬ original sound - JAWNY

Depois de várias tentativas para encerrar com o discurso da mulher, ela é contida e levada para a parte traseira da aeronave. Neste momento a gravação chega ao fim e não é informado por Jawny, o autor do vídeo, o que aconteceu depois.

A empresa Delta Airlines confirmou que o fato aconteceu em um de seus voos, com destino a cidade Nova York, mas não informou a origem.

“A segurança de nossos clientes e funcionários é sempre nossa prioridade. Estamos cientes do vídeo e apreciamos o raciocínio rápido de nossa tripulação, que aplicou seu extenso treinamento para reduzir a situação com segurança. O voo prosseguiu para o (aeroporto) JFK e pousou no horário, sem incidentes”, diz o texto.

Mas não é só longe de casa que acontecem casos parecidos como este. Em 2013 a Polícia Militar de Jaraguá do Sul deteve uma vendedora de orelha de gatos que estava enfurecida e destruiu objetos da capela do Morro da Santa, em Guaramirim. Ela contou, à época, que diziam que ela era "espiritista maçônica". Confira a história completa no vídeo abaixo.