Um grupo de moradores de Florianópolis protestou contra a Celesc pela falta de energia desde a terça-feira (30), quando um ciclone bomba deixou um rastro de destruição em Santa Catarina. A mobilização bloqueou a SC 401, rodovia que liga a região central da Capital ao Norte da Ilha, no início da noite desta sexta-feira (3).

De acordo com o site da Celesc, às 20h desta sexta-feira, 12.576 unidades consumidoras estavam sem energia em Florianópolis. A previsão da companhia é de reestabelecer todo o sistema até este domingo (5). Para estes moradores que protestaram, já são mais de 80 horas sem luz em casa.

Diante dessa situação, o Procon de Florianópolis aplicou uma notificação à Celesc por conta da demora no reabastecimento total de energia elétrica nas unidades consumidoras da Capital.

Procure o Procon

Na noite de quinta-feira (2), o prefeito Gean Loureiro se reuniu com a diretoria da empresa de distribuição. O presidente da instituição, Cleicio Poleto, assegurou que deslocaria mais equipes de outras regiões para finalizar o reestabelecimento. A notificação do Procon ainda solicita que a Celesc apresente, por escrito, esclarecimentos e as providências adotadas.

Os consumidores que se sentirem lesados por conta da falta de energia, por motivos como alimentos e produtos estragados pela falta de refrigeração, podem entrar em contato com o Procon Municipal, no telefone (48) 3131-5300.

 

Confira as imagens do protesto:

 

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp