A Equipe do Protocolo de Encalhes e Emalhes da Área de Proteção Ambiental da Baleia-Franca/ICMBio (APABF) atendeu neste final de semana a um acionamento de uma baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae) com artefatos de redes de pesca presas em seu corpo, próximo à Praia da Barra da Lagoa, em Florianópolis.

A R3 Animal fez a primeira avaliação, confirmando a ocorrência e mobilizou as outras instituições para realizar o atendimento. A mobilização envolveu as equipes do CMA/ICMBio, Instituto Australis, Polícia Militar Ambiental, Corpo de Bombeiros, UNESC e contou com o apoio de embarcações voluntárias.

 

No sábado (22), foram realizados registros do animal para avaliar a situação do enredamento, confirmando a necessidade de intervenção. No entanto, devido ao avançado da hora e baixa luminosidade, não foi possível realizar a intervenção com segurança.

Neste domingo (23) foram realizadas buscas desde a Barra da Lagoa até o Morro das Pedras e o animal enredado não foi encontrado. No entanto, outras 13 baleias-jubarte, em cinco grupos distintos foram avistadas nadando e socializando na região.

Os ambientalistas destacam que o procedimento para retirada de rede é arriscado e só deve ser realizado por pessoal treinado, devidamente equipado e oficialmente autorizado.

 

Procedimento para retirada de rede é arriscado e só deve ser realizado por pessoal treinado | Foto Emanuel Ferreira/R3 Animal

 

As baleias-jubarte migram para o litoral brasileiro para reproduzir, mas a principal área de concentração é o Banco dos Abrolhos, uma extensão da plataforma continental localizada no Sul da Bahia e Norte do Espírito Santo.

As baleias-jubarte já saíram da lista de espécies ameaçadas de extinção e agora com o aumento populacional estão aparecendo com mais frequência em outros locais da costa brasileira.

Protocolo de Encalhes e Emalhes da APA da Baleia Franca

A coordenação do Protocolo de Encalhes e Emalhes é formada pela APA da Baleia Franca/ICMBio, Instituto Australis, Associação R3 Animal, LabZoo/Universidade do Estado de Santa Catarina/UDESC, Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski da UNESC, Corpo de Bombeiros, Capitania dos Portos e Policia Militar Ambiental que trabalham em parceria para o atendimento de encalhes e emalhes na região da APABF/ICMBio.