Na última sexta-feira (23), o Teatro Carlos Gomes foi palco de mais uma cerimônia de formatura do curso de direito da Furb (Universidade Regional de Blumenau). Como sempre, um momento especial e muito aguardado pelos graduandos. Até aí, tudo normal, você deve estar pensando. Mas, na verdade, a noite passou a ser um verdadeiro marco para a tradicional instituição de ensino blumenauense!

Durante o evento, o jovem Andrey Eduardo da Silva entrou para a história ao se tornar o primeiro estudante surdo formado em direito na Furb. “Eu me sinto muito orgulhoso e feliz. Sempre foi o meu sonho. Eu consegui conquistar ele”, comemorou o aluno, na cerimônia.

Além de ser muito festejado pelos colegas, o feito de Andrey inundou a sua família, presente no local, de orgulho. “É uma alegria muito grande. Pessoas que não têm nenhuma deficiência param no meio do caminho. Mas ele, com deficiência auditiva, não quis ficar para trás. Ele quis ir até o fim. ‘Vou me formar advogado’, dizia”, afirmou Valdir Silva, o avô.

Foto Reprodução

O pai de Andrey, Carlos Roberto Silva, também é surdo e lembrou dos momentos difíceis. “Ele se fechava no quarto e estudava bastante. Eu estou muito orgulhoso, não tenho palavras para descrever esse momento. Parabenizo meu filho, os intérpretes, todos os professores em relação à acessibilidade”, declarou.

Suporte especializado

Para que alcançasse essa conquista, o jovem blumenauense contou com um suporte especializado fornecido pela universidade. A Furb possui uma equipe que presta auxílio a todos os estudantes com algum tipo de deficiência, por meio da Coordenadoria de Assuntos Estudantis (CAE).

Desde 2006, a instituição recebe alunos surdos. No primeiro semestre deste ano, nove universitários foram beneficiados pelo serviço. “No caso específico do Andrey, o serviço de intérprete funcionou como a intermediação professor-aluno para garantir o sucesso dele”, afirmou André Luiz Planinz, coordenador da CAE.

Atualmente, a Furb possui cinco intérpretes fixos de Libras, a Língua Brasileira de Sinais. “Foi uma trajetória muito desafiadora tanto para o Andrey quanto para a gente, até porque a área jurídica tem um contexto complexo, como as terminologias, mas foi um desafio bem gostoso” comentou Marisa dos Santos, intérprete de Libras, que trabalha há dez anos na universidade.

Como toda boa história, o Andrey encontrou alguns obstáculos, mas não permitiu que isso o impedisse de cumprir o objetivo. Agora, o recém-formado entra para o rol de pessoas que mostram que todo sonho é possível, basta lutar e acreditar em si mesmo.

“Claro que, como todo curso, teve desafios, dificuldades. No começo, eu tinha dificuldade, pois era uma linguagem muito jurídica, própria do direito. Aí, fui estudando e consegui assimilar o conteúdo muito bem”, contou Andrey.

Veja a matéria produzida pela Furb TV

&t=

Quer receber as notícias no WhatsApp?