O início das obras de restauração da Via Expressa Sul, a Rodovia Governador Aderbal Ramos da Silva (SC-401), começou nesta segunda-feira (29) em Florianópolis. Com muitos homens trabalhando, os motoristas devem ficar atentos ao trânsito e ter paciência em relação a possíveis filas. A Guarda Municipal vai orientar o fluxo de veículos.

A via, que fica entre o Saco dos Limões e a Costeira do Pirajubaé, é uma das mais importantes da Capital por fazer a ligação entre o Sul da Ilha e o Centro da cidade, além de ser parte do acesso ao aeroporto Hercílio Luz.

O objetivo da prefeitura com essa obra da Operação Asfaltaço é transformá-la em Beira-Mar Sul, ou seja, dotá-la da mesma qualidade da Beira-Mar Norte.

 

Obras faz parte da Operação Asfaltaço | Foto Divulgação/PMF

 

Embora seja uma rodovia estadual, a prefeitura obteve concessão do governo do Estado para realizar as obras. Com a municipalização dos serviços, será feito o restauro do pavimento asfáltico e de implantação de canteiro, ciclovia bidirecional (com duas faixas em sentidos contrários) e passeio (calçada) com acessibilidade ao longo de toda a via.

A Via Expressa Sul, aliás, é considerada de tráfego pesado, uma vez que de 400 a 2 mil caminhões e ônibus transitam por ela diariamente, por faixa.

“Em menos de um ano teremos a Beira-Mar Sul que, a exemplo da Beira-Mar Norte, vai encher os olhos de quem transitar por ela. A exuberância natural da cidade poderá ser contemplada numa via de infraestrutura moderna”, destacou o prefeito Gean Loureiro.

O que terá na obra

As obras vão acontecer do túnel Antonieta de Barros, no Saco dos Limões, até o trevo da Seta, na Costeira do Pirajubaé, ou seja, nos 5,2 quilômetros de extensão da rodovia, que conta com duas pistas (mão dupla), e três faixas, cada, totalizando seis faixas, cuja pavimentação asfáltica encontra-se bastante deteriorada.

Com muitos homens trabalhando, motoristas devem ter cuidado ao transitar a via | Foto Divulgação/PMF

 

A ciclovia será feita de concreto, no lado esquerdo da rodovia, sentido Centro-Sul da Ilha, com conexões para outras duas importantes vias locais, a Avenida Professor Waldemar Vieira, no Saco dos Limões, e a Avenida Governador Jorge Lacerda, na Costeira. Cabe destacar que a ciclovia seguirá os moldes da que será executada na Avenida das Rendeiras, na Lagoa da Conceição, por exemplo, de concreto asfáltico, de modo a atender usuários de skate e de roller, em atendimento a um pedido da comunidade.

As três faixas por pista vão possibilitar os trabalhos nas vias sem grandes alterações no trânsito. Durante as obras, haverá, apenas, interrupções de faixas, não sendo necessário o fechamento total das pistas e desvios de tráfego.

Ainda sobre obras complementares, cabe destacar que o canteiro será feito próximo ao trevo da Seta; os passeios terão rampas de acesso e piso tátil guia e alerta voltado a pessoas portadoras de necessidades especiais, bem como guarda-corpo de aço galvanizado nos pontilhões sobre galerias e canais existentes, para garantir segurança e bem-estar aos transeuntes. Além de implantação de sistema de drenagem onde se fizer necessário, e sinalização viária.

A Operação Asfaltaço e as demais obras de revitalização já pavimentaram com asfalto, paver ou lajota 212 quilômetros de vias públicas municipais.

 

Via Expressa Sul começou a receber melhorias nesta segunda-feira (29) | Foto Divulgação/PMF

Estrutura cicloviária

A ciclovia e o passeio a serem implantados na Via Expressa Sul vão se conectar aos estão sendo finalizados na Avenida Governador Jorge Lacerda, no trevo da Seta, onde as duas vias se cruzam. Nos trechos onde existem pontilhões, essa estrutura cicloviária que se encontra em fase de acabamento das obras contará com sinalização para ciclorrota, inclusive.

Ela abrange toda a extensão da Jorge Lacerda, de 3,4 quilômetros, e, por sua vez, vai ser interligada ao futuro anel viário.