Na sessão desta quinta-feira (13), os vereadores de Jaraguá do Sul aprovaram, por unanimidade, o projeto de lei que destina R$ 7.369.467,67 para a reforma da Escola Albano Kanzler, no bairro Nova Brasília.

A obra vai ser realizada por empresa de engenharia que será conhecida por meio de licitação. Os trabalhos vão contemplar os mais de quatro mil metros quadrados da escola e ainda ampliar sua área em mais 536,77m2.

Os vereadores jaraguaenses se reuniram, na manhã da mesma quinta-feira, com a secretária de Educação, Ivana Atanásio, e a arquiteta responsável pelo projeto de reforma, Eliziana dos Reis. Os parlamentares convocaram o encontro para entender onde e como serão alocados todos esses recursos.

A secretária Ivana reconheceu que o valor é bastante elevado e que com R$ 7,3 milhões daria para fazer uma escola completamente nova. Ela afirma que a demolição total da Albano Kanzler foi cogitada, mas posteriormente descartada por dois motivos.

O primeiro é que não dá para tirar todos os alunos de uma só vez da escola e deslocá-los para outras unidades, o que causaria muito incomodo às famílias e aos estudantes. Em segundo lugar, o prédio é uma referência arquitetônica para a comunidade, por isso se decidiu manter a identidade do prédio com a estrutura já existente.

Foto: Prefeitura de Jaraguá do Sul

Segundo a secretária, as obras devem durar dois anos e meio e serão realizadas por etapas. Em acordo com a equipe pedagógica da Albano Kanzler, resolveu-se que, a cada etapa, no máximo seis salas de aula poderão ser interditadas para reformas.

Ivana relata que a estrutura do colégio é muito antiga, com muitos remendos e puxadinhos construídos sem muitos critérios técnicos – o que, conforme ela explica, é uma realidade em outras unidades escolares também.

A arquiteta Eliziana dos Reis ressaltou que cerca de 70% do telhado da escola será trocado por telhas sanduíches. Além disso, toda a cobertura para a quadra de esportes será substituída. Toda a rede elétrica – que hoje está comprometida – também será trocada. Todos os pisos serão nivelados para melhor acessibilidade das pessoas com deficiência. O pátio da escola receberá drenagem e uma subestação de eletricidade será construída em frente à escola.

As obras respeitarão as normas da ABNT e contarão com material antichamas, oferecendo mais segurança aos jovens.

Foto: Prefeitura de Jaraguá do Sul

Eliziana também salienta que a passarela – que liga os dois lados da escola separados pela Rua Lourenço Kanzler – será completamente reformada, sendo substituído, inclusive, o trecho que passa por cima da via. Atualmente, a passarela é a estrutura que mais representa perigo aos alunos, oferecendo risco até mesmo de desabar.

O vereador Jonathan Reinke (Podemos) ressaltou a importância do acompanhamento dos vereadores nas obras de reforma.

“A gente viu a real necessidade de fazer essas reformas e as possibilidades, algumas esgotadas no caso de uma escola nova. Até pelo acervo histórico que tem ali, a representação para a comunidade e eu acredito que vai ser um belo serviço, um belo trabalho da Prefeitura municipal com acompanhamento dos vereadores”, destacou Reinke.

Ivana frisa que a escola não será demolida, mas a reforma vai entregar uma unidade quase completamente nova, com a mesma capacidade de cerca de 800 estudantes.

“É uma obra gigantesca, mas uma obra racional, uma obra necessária, que vai trazer muito mais conforto e segurança àquelas crianças e àquela comunidade”, destaca.