A semana termina com tempera amena em Joinville e todo o Litoral Norte de Santa Catarina, reflexo de um sistema de alta pressão e de uma frente fria que dá boas-vindas ao outono.

Em Joinville, a quinta-feira (21) segue com nebulosidade variável durante todo o dia. Os termômetros registram mínima de 19°C e máxima de 24°C.

Já na sexta-feira (22), pode voltar a chover de forma isolada na mais populosa cidade catarinense. A temperatura diminui mais um pouco e oscila entre 18°C e 23°C.

Calor retorna no fim de semana

Para quem ainda quer aproveitar os dias mais quentes, uma boa notícia. O fim de semana promete ser de Sol com temperaturas acima dos 30°C em Araquari, Balneário Barra do Sul, Barra Velha, Garuva, Itapoá, Joinville e São Francisco do Sul.

O sábado (22) começa com céu nublado em Joinville e pode até chover de forma isolada, mas no decorrer da manhã as nuvens se afastam e o Sol brilha forte. A temperatura fica entre 20°C e 32°C no sábado e 18°C e 21°C no domingo.

Outono

De acordo com os meteorologistas, Marcelo Martins e Gilsânia Cruz, da Ciram, o outono marca a transição entre o verão e o inverno, e são comuns veranicos, períodos prolongados de temperatura mais elevada (acima de 30°C), especialmente no mês de maio; grande amplitude térmica diária (diferença de temperatura mínima e máxima do ar); e nevoeiros associados à nebulosidade baixa, com redução de visibilidade.

Outra característica marcante na estação é sensível diminuição do volume de chuva nesse período. Março ainda tem em seu final as características de chuva de verão, porém, esta mudança é percebida nos meses seguintes.

Os acumulados em média de chuva são menores ainda do Planalto ao Litoral em relação ao Oeste e Meio-Oeste. Em janeiro, no Litoral, a média climatológica de chuva é cerca de 210 mm e nos meses de abril, maio e junho, não passam de 80 mm.

Já no Oeste e Meio-Oeste que possui média de 200 mm nos meses de verão, cai para 140 mm no outono. Segundo a climatologia do período de 1961 a 2009 do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), marco é o mês mais seco nas cidades de Chapecó e Campo Novos.

Em abril o mês mais seco é em Lages e São Joaquim. Em maio em Indaial. Em junho, a Capital Florianópolis registra o mês mais seco do ano. Durante o outono de 2019 a previsão é do fenômeno El Niño continuar com fraca intensidade. Leia mais.

Quer receber as notícias no WhatsApp?