Neste sábado (7), feriado da independência, Joinville celebra o Dia da Independência do Brasil com o tradicional desfile cívico militar, a partir das 9h.

O desfile percorrerá a extensão da avenida José Vieira (Beira Rio), no trecho entre as ruas Itaiópolis e Max Colin. O palanque das autoridades estará localizado em frente ao Centreventos Cau Hansen.

A partir das 7h15 da manhã o trânsito da região será interditado, até o encerramento do evento, que tem tempo de duração estimado de duas horas. Haverá orientação dos agentes do Departamento de Trânsito (DETRANS) no local.

A expectativa de público para o desfile cívico militar é de 15 mil pessoas, de acordo com a Prefeitura.

Saiba quem desfila

Cerca de 40 entidades, representadas por aproximadamente dois mil integrantes, participarão da parada, incluindo as forças de segurança, escolas públicas e particulares de Joinville.

Entre as atrações que o público poderá acompanhar estão todo o efetivo do 62º Batalhão de Infantaria de Joinville, pelotões e patrulhas motorizadas da Polícia Militar e da Polícia Civil de Santa Catarina, e a Guarda Municipal de Joinville.

Também participarão o pelotão do Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville, com viaturas da frota e grupo de resgate em montanhas, as equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e escolas.

Haverá, ainda, a participação especial do helicóptero Águia da PM e da cavalaria do Exército. O ritmo será conduzido pelas bandas do 62º BI, do Corpo de Bombeiros Voluntários e pelas bandas marciais e fanfarras escolares.

A concentração será a partir das 8h. As forças de segurança ficarão concentradas na avenida José Vieira, nas proximidades da rua Itaiópolis. Já as escolas, deverão se reunir na avenida Hermann August Lepper, próximo à Câmara de Vereadores de Joinville.

Em caso de chuva, o desfile poderá ser cancelado e todas as entidades serão comunicadas em tempo hábil para desmobilização.

Com informações de assessoria de imprensa.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger