O Brasil tem registrado surtos de sarampo desde 2017, quando foram importados casos da Venezuela e, posteriormente, vindos de tripulantes do navio de bandeira Malta que navegou durante todo o verão no país.

Até a metade do mês de julho deste ano, foram registrados 561 casos distribuídos nos estados de Santa Catarina (três casos importados no navio em fevereiro/2019).

Considerando que Santa Catarina é um estado de grande fluxo de turistas e em função das férias escolares a Diretoria de Vigilância do Estado observou um aumento no número de casos suspeitos da doença.

Em Jaraguá do Sul, as vacinas já estão disponíveis nas Unidades Básicas de saúde, com sala de vacina abertas à população das 7h30 às 11h no período matutino e das 13h às 15h30, no período vespertino, para aplicação de vacinas.

Nenhum caso foi confirmado em Jaraguá do Sul, mas a Secretaria de Saúde alerta para necessidade de prevenção.

A prefeitura lembra que o vírus do sarampo é altamente contagioso e frequentemente se dispersa através de pessoas que viajam a trabalho, em férias escolares, em movimentos migratórios e outros.

Cada caso de sarampo pode iniciar um novo surto, especialmente se grupos não vacinados forem expostos.

A vacina para prevenção do Sarampo é a VTV, que protege também contra rubéola e caxumba.

Com informações da assessoria de imprensa

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger