O diretor e membro do conselho da Pfizer, Scott Gottlierb, acredita que até o final de dezembro, a agência de controle de medicamentos e alimentos dos Estados Unidos (FDA) aprove o uso emergencial do imunizante da empresa BioNTech contra a Covid-19 em crianças de cinco a 11 anos.

De acordo com o executivo, os resultados dos testes da vacina da Pfizer em crianças nesta faixa etária devem ficar disponíveis para análise da agência reguladora em setembro.

“Se a FDA seguir seu cronograma normal, a revisão deve ser de quatro a seis semanas para uma autorização de uso emergencial”, disse Gottlieb à CNBC.

Atualmente, a vacina da Pfizer é a única que foi totalmente aprovada pela FDA para ser aplicada em pessoas com 16 anos ou mais. Está permitida a vacinação de adolescentes entre 12 e 15 anos, mas somente em caráter emergencial.

Para Gottlierb, a variante Delta da Covid-19 pode contribuir para a aprovação do imunizante pela FDA.

“Se continuarmos a ver essas taxas de infecções em crianças cada vez mais aceleradas, acho que pode haver mais pressão para uma autorização mais rápida”, afirmou.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp