Mais de seis mil pessoas deverão ser atendidas por mês na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Rio Maina, conforme a expectativa da Secretaria de Saúde de Criciúma.

Após a inauguração do local, é prevista a diminuição nos atendimentos da UPA da Próspera, resultando em agilidade para todos os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

O local funcionará para atender casos de urgência e emergência.

A unidade vai atender os moradores da região do Rio Maina durante 24 horas por dia.

O distrito tem aproximadamente 60 mil moradores.

“Vai facilitar a questão da humanização, a rapidez, vai salvar muitas vidas, porque muitas vezes não dá tempo de o cidadão chegar no hospital ou na UPA da Próspera, e muitas vezes nem no 24 horas da Boa Vista consegue chegar”, afirma o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande.

Cirurgias de menor complexidade, já realizadas na unidade Próspera, serão feitas também na UPA do Rio Maina.

O local terá salas raio x digital, eletrocardiograma e laboratórios de exames.

"O objetivo é concentrar os atendimentos de saúde de complexidade intermediária, compondo uma rede organizada em conjunto com a atenção básica, atenção hospitalar, atenção domiciliar e o SAMU, bem como o Corpo de Bombeiros”, destaca a gerente de Convênios e Projetos da Saúde Secretaria Municipal de Saúde, Neli Amboni de Souza.

A obra

A UPA está sendo construída no mesmo local onde funciona a Policlínica do Rio Maina, localizada na rua Santos Uggioni.

O espaço está passando por uma reforma de 891 m² e ampliação de 262 m², com orçamento de R$ 1.557.508,12.

Ainda não foi decidido para onde será levada Policlínica.

O projeto da UPA foi idealizado pelo governo municipal e está sendo construído pela empresa Engetom Construção Civil.

A obra começou em novembro do ano passado e está prevista para ser finalizada ainda em 2020.