Nesta semana, a UniSociesc recebeu o Prêmio ESG 2022 da ADVB/SC (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil em Santa Catarina) na categoria Ambiental pelo projeto “Unidade de Recebimento e Triagem de Animais Silvestres”. Com o objetivo de valorizar as instituições que trabalham incorporando a cultura social em sua dinâmica empresarial, a premiação foi entregue para 29 empresas nas categorias governança social e ambiental.

Quem recebeu a premiação pela UniSociesc, na solenidade realizada na cidade de Chapecó, foi o professor Mauri Luiz Heerdt, Diretor de Relações Institucionais da Ânima - uma das principais organizações de ensino superior do país da qual a UniSociesc faz parte.

A Unidade de Recebimento e Triagem de Animais Silvestres da UniSociesc começou a atuar em setembro de 2020. Até o momento mais de mil animais silvestres de diferentes espécies receberam atendimentos, com exames laboratoriais, diagnóstico por imagem, consultas, procedimentos cirúrgicos e acompanhamento clínico até estarem aptos para serem devolvidos ao meio ambiente.

Todos os animais silvestres tratados na unidade são apreendidos ou resgatados pelo Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA), Polícia Militar Ambiental e Polícia Civil de Santa Catarina. Uma equipe de profissionais - professores e estagiários de Medicina Veterinária e funcionários administrativos - são treinados para acolher os animais na unidade, realizando os procedimentos necessários sempre com o objetivo de garantir a sobrevivência dos mesmos.

Em Santa Catarina a lista de espécies da fauna ameaçada conta com 261 espécies ameaçadas e oito extintas regionalmente. O tráfico de animais silvestres no Brasil é um problema alarmante e crescente, segundo a Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres (Renctas). A atividade tira 38 milhões de animais das matas anualmente e alimenta um mercado estimado em R$ 3 bilhões. A maioria dos animais apreendidos são encontrados em situações precárias, ambientes insalubres, condições de maus tratos e estado de deficiência nutricional.