A Coordenação do Curso de Graduação em Administração, a Direção do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) e a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) da UFSC apuraram as responsabilidades de um estudante que exibiu cenas de sexo explícito durante aula remota de Sociologia Aplicada na última sexta-feira (16).

O estudante já foi identificado e será aberto processo administrativo para analisar a conduta durante a aula. A depender de parecer de uma comissão específica, podem ser aplicadas penas de advertência, suspensão ou até mesmo exclusão.

A professora não escondeu o constrangimento. “Não sei o que eu faço. A única câmera ligada é a câmera que não deveria estar ligada. É constrangedor”. Em nota, a Coordenação do curso, a Direção do CFH e a Prograd prestam total solidariedade à docente responsável pela disciplina.

“Manifestamos nossa absoluta defesa da professora, do curso em todas as suas instâncias e da UFSC, que não têm medido esforços para manter a reconhecida qualidade do ensino e da formação, diante de todas as restrições, limitações e ameaças à universidade pública brasileira”, diz a nota da UFSC.