Itapema, Camboriú e Porto Belo, no Litoral Norte, concentram quase 65% do número de casos de dengue registrados em Santa Catarina neste ano. As três cidades vivem uma epidemia da doença por possuírem taxa maior do que 300 casos por 100 mil habitantes, critério utilizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em Itapema, foram registrados 688 casos; em Camboriú, 367; e em Porto Belo, 107. A maioria dos pacientes foi infectada dentro de Santa Catarina. Desde o início de 2019, já houve a confirmação de 1.788 casos da doença no estado - no mesmo período de 2018, foram contabilizados apenas 55.

A dengue é uma doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti e apresenta sintomas como febre, dores de cabeça e nas articulações, enjoo e pode desencadear machas vermelhas pelo corpo.

É importante que a população ajude a eliminar possíveis reservatórios de água, desde pneus a tampinhas plásticas, onde o mosquito possa depositar o ovo, já que este fica ativo no ambiente por até 14 meses, podendo virar larva.

Quer receber as notícias no WhatsApp?