Na manhã desta sexta-feira (20), uma comitiva do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, liderada pelo presidente da Corte, desembargador Ricardo Roesler, apresentou a campanha "O voto é meu - Meu futuro. Minha escolha" para aproximadamente 500 jovens das escolas Governador Celso Ramos e Osvaldo Aranha, em Joinville. Além do presidente, estavam representando o TRE-SC o juiz do Pleno Wilson Pereira Júnior, dois juízes eleitorais de Joinville, Gustavo Henrique Aracheski, da 19ª ZE, e Rafael Osório Cassiano, da 105ª ZE, o diretor-geral da instituição, Sérgio Manoel Martins, a vice-diretora da Escola Judiciária Eleitoral, Renata de Fávere, e o chefe de cartório da 67ª Zona Eleitoral, de Santo Amaro da Imperatriz, Carlos Eduardo Justen. O presidente do TRE-SC apresentou a campanha "O voto é meu" e destacou a importância não só do alistamento eleitoral dos jovens, mas também da efetiva participação nas urnas. "Vocês podem encontrar alguém que os represente por meio do voto. Vocês têm uma potencialidade e podem contribuir com a democracia. O futuro lhes espera e a responsabilidade é grande", destacou o desembargador Roesler, que aproveitou a oportunidade para apresentar o e-título, explicando como poderá ser utilizado nas próximas eleições. O chefe de cartório, Carlos Eduardo Justen, proferiu uma palestra em que destacou o papel da Justiça Eleitoral e do voto como um direito conquistado historicamente, não apenas um dever. "Exerçam com consciência a capacidade que vocês têm", recomendou Justen, que enfatizou ainda o potencial de influência que os jovens têm sobre adultos na hora de escolher um candidato. Ao final, respondeu questões dos alunos presentes, falando sobre segurança da urna e mitos eleitorais. Além da apresentação da campanha e palestras falando sobre a importância do voto, a Justiça Eleitoral instalou um posto de atendimento volante na Escola Governador Celso Ramos nos dias 19 e 20, para que os jovens pudessem emitir o seu primeiro título de eleitor. Gabriel Nascimento, de 16 anos, aluno da escola Governador Celso Ramos, aproveitou a oportunidade para fazer o seu título. "Agilizou bastante, agora que eu tenho o título e sei que vou votar, pretendo pesquisar e conhecer os candidatos", comentou o jovem. *Com informações de Jennifer Hartmann, da assessoria de comunicação social do TRE-SC