O presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, desembargador Rodrigo Collaço, e o coordenador-geral do Núcleo de Comunicação Institucional (NCI), desembargador Ronei Danielli, apresentaram esta semana o novo plano de comunicação do Poder Judiciário.

O projeto tem o objetivo de aproximar o Judiciário catarinense da sociedade por meio das mídias sociais e com a disponibilização de material jornalístico de prestação de serviço. Agora, o Tribunal conta com uma Agência de Notícias com jornalistas para atender o Estado por meio de regionais: Florianópolis (Grande Florianópolis), Chapecó (Oeste), Lages (Serra), Blumenau (Vale do Itajaí), Joinville (Norte) e Criciúma (Sul).

Desde segunda-feira (29), o Tribunal de Justiça está nas principais redes sociais: Facebook, Instagram, Twitter e YouTube.

“Mais de 130 milhões de brasileiros acessam as mídias sociais e o tempo que as pessoas passam nas redes é muito expressivo. A partir de hoje nós estamos entrando nesta área e vamos apresentar informações e receber demandas, mas vamos seguir o caminho da transparência e do conhecimento da atividade exercida pelo Judiciário”, afirma o presidente do TJ.

Para o presidente da Associação Catarinense de Imprensa (ACI), Ademir Arnon, que também participou do encontro, a aproximação entre o Poder Judiciário e a imprensa começou com os seminários realizados pela entidade em parceria com o TJ e com a Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC).

"É um dia histórico, não só para o jornalismo catarinense e para o Judiciário, mas acima de tudo para a sociedade. Acredito que o cidadão catarinense será beneficiado com o novo plano de comunicação do Tribunal”, destacou Ademir Arnon.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?