A situação da Covid-19 tem preocupado profissionais de saúde e autoridades políticas em Criciúma. Conforme o último boletim epidemiológico divulgado no domingo (28) há 130 pessoas internadas por conta do vírus na cidade. Isso significa a ocupação de 100% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados ao tratamento do Coronavírus.

Esta é a pior fase desde o início da pandemia, segundo o secretário de Saúde de Criciúma, Acélio Casagrande. "Temos pessoas esperando por leitos de UTI e não temos leito. Pessoas esperando pelo ar, por aquilo que é tão sagrado e não temos nem leitos nem profissionais de saúde para montarmos novos leitos", apontou Casagrande.

"Esse é o pior momento, aquele momento que a gente não consegue dar assistência as pessoas. Já chegamos a ter 300 pessoas com o vírus ativo e hoje já são mais de 900, os números só crescem, teremos dias muito difíceis pela frente", completou o secretário.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp