A taxa de letalidade por Covid-19 em Jaraguá do Sul é a mais baixa entre os municípios catarinenses com mais de 100 mil habitantes. O índice atual é de 6,2 óbitos para cada 100 mil habitantes.

A comparação coloca Itajaí no topo do índice das mortes por causa da doença no Estado, com taxa que chega a 41 por 100 mil habitantes.

Depois de Itajaí, aparecem Balneário Camboriú e Tubarão, ambas com índice 24,6.

Joinville, Brusque e Palhoça contam com índices de 19,3, 18,6 e 14, respectivamente.

Com números abaixo da média estadual seguem Criciúma, com 12,5; São José, 11,8; Blumenau, 11,5; Florianópolis, 9,8; Lages, 8,3 e Chapecó, 7,3.

Por último, ou seja, com a menor letalidade está Jaraguá do Sul, que tem índice 6,2.

As 11 mortes registradas até hoje (28) no município, representam 0,87% do total de contaminados (1.258), um número também bem menor quando comparado com o do Brasil, por exemplo.

No Brasil, o risco de um paciente com Covid-19 vir a morrer por causa do vírus é de 3,6%. O mesmo índice estadual até o momento é 1,32%, segundo dados do governo estadual.

Atuação de Comitê de Crise é destaque no enfrentamento

Para a presidente do Comitê Extraordinário Covid-19, Emanuela Wolff, há confiança no município em relação à pandemia porque as ações são planejadas e compartilhadas com o Comitê de Crise.

Integram este Comitê vários órgãos da sociedade, o que proporciona segurança nas tomadas de decisões repassadas para a comunidade.

Transmissões ao vivo pela Prefeitura é uma das ações de enfrentamento à Covid-19 | Foto Reprodução/Facebook

O foco, segundo a presidente, é no melhor atendimento do munícipe, buscando um equilíbrio entre a economia municipal e a saúde.

“Temos ainda números que não nos satisfazem, mas há a certeza de que o trabalho está sendo bem realizado. As atenções estão voltadas aos protocolos de atendimento dos postos de saúde e do Pama, além da verificação dos leitos dos hospitais”, explica.

A presidente disse ainda que haverá continuidade da comunicação do enfrentamento à doença com transparência, rapidez e responsabilidade.

“Isso é necessário para que a nossa comunidade mantenha-se com os cuidados básicos como distanciamento social, uso de máscara e higienização frequente das mãos”, conclui.

Ações em conjunto contribuem para índice, avalia diretor

Segundo o diretor de Vigilância em Saúde, Dalton Fischer, as ações tomadas pelo poder público, iniciativa privada e população, desde o início da pandemia, contribuíram para esse baixo índice de letalidade observado em Jaraguá.

O painel Covid-19, ferramenta atualizada diariamente pela prefeitura de Jaraguá do Sul apresenta a evolução histórica da doença desde março, quando foi registrado o primeiro caso no município.

Ali é possível acompanhar o histórico de casos, a faixa etária, os atendimentos semanais nas unidades de saúde, o coeficiente de incidência e a taxa de letalidade da doença, estes dois últimos índices, nos 13 maiores municípios do Estado.

O painel também conta como semáforo Covid-19, que apresenta os casos confirmados por bairro.

Algumas das principais medidas adotadas em Jaraguá do Sul

  • Criação do Comitê Extraordinário de Combate à Covid-19, composto pela Prefeitura, Câmara de Vereadores, CDL, ACIJS, Ministério Público, Polícias Civil e Militar e Associação Médica;
  • Decretação do Estado de Emergência em decorrência da pandemia;
  • Implementação do protocolo de atendimento aos pacientes, direcionando o fluxo para as Unidades Básicas de Saúde e, posteriormente, ao PAMA. Hoje, além do PAMA, mais cinco postos têm atendimento exclusivo à Covid-19;
  • Criação da Central de Orientação (0800) e posterior implementação do teleatendimento médico. Hoje são 16 atendentes que auxiliam a comunidade;
  • Contratação de novos médicos para atuar nas unidades de saúde;
  • Repasse aos hospitais de Jaraguá do Sul, permitindo a criação dos leitos de UTI exclusivos aos infectados por Covid-19. Inicialmente foram 20 leitos, hoje são 24 – com previsão de adequações nos próximos dias;
  • Implementação de medidas de segurança nas unidades de saúde do Município, incluindo o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI).
  • Compra de medicamentos, reforçando o estoque do Município e garantindo o atendimento aos pacientes que precisam;
  • Mudança nos protocolos da Saúde – hoje seis unidades atendem exclusivamente pacientes com Covid;
  • Sanitização dos espaços públicos da cidade, como hospitais, terminal urbano e postos de saúde;
  • Boletins diários informando o avanço da doença na cidade, a utilização dos leitos hospitalares de enfermaria e UTI. Além do número de pacientes em isolamento e recuperados.
  • Cadastramento de mais de três mil famílias para o recebimento do Auxílio-Cidadão, pela Secretaria de Assistência Social;
  • Campanha beneficente Jaraguá Mais Solidária, arrecadando mais de quatro toneladas de alimentos às entidades que atuam junto à população mais carente;
  • Transmissões ao vivo (lives) trazendo as informações necessárias à população, durante a vigência das medidas mais restritivas, além dos vídeos orientativos;
  • Criação do aplicativo Covid Monitor, permitindo a auto-avaliação de pacientes antes do encaminhamento às unidades de saúde (em parceria com Grupo Weg);
  • Criação das salas de aula virtuais, permitindo a implementação das aulas à distância na rede municipal de ensino, com parceria entre a Prefeitura e a Google;
  • Abertura de espaço especial no site da Prefeitura, compilando todas as informações, decretos, portarias e protocolos implementados durante o período pandêmico;
  • Criação do Painel Covid-19, com informações atualizadas diariamente no boletim e dados detalhados como faixa etária, ocupação de leitos e testes realizados;
  • Parceria com a Católica para testagem de mais de três mil assintomáticos e implantação do Semáforo Covid;
  • Criação de cartilha de boas práticas sanitárias e de etiqueta respiratória;
  • Implementação de medidas econômicas como prorrogação de taxas, não cobrança de juros em faturas e prioridade para compras com fornecedores da região, visando reduzir os impactos da pandemia nos empreendimentos locais;
  • Campanhas de conscientização, por meio de outdoors, rádios, jornais, internet e carros de som;
  • Fiscalização nos estabelecimentos autorizados a retomarem atividades, verificando horário de funcionamento e condições sanitárias, envolvendo fiscais de Vigilância Sanitária, de Atividades Urbanas e Polícia Militar.
Com informações da assessoria de comunicação da Prefeitura de Jaraguá do Sul.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul