A Diretoria de Vigilância em Saúde, recebeu, através da Agência Regional de Saúde, nesta terça-feira (30) notificação de suspeita de meningite. Uma criança de nove meses atendida no Hospital Jaraguá não resistiu ao quadro clínico e morreu.

A Vigilância Epidemiológica realizou a investigação do caso e ainda aguarda resultados de exames para confirmação do diagnóstico. No entanto, as medidas de prevenção já estão sendo tomadas.

Prevenção

Por ser uma doença grave, quando alguém apresentar algum sintoma de meningite, deve procurar imediatamente um profissional médico para realizar o diagnóstico em tempo oportuno e iniciar o tratamento.

Em geral, a transmissão é de pessoa para pessoa, através das vias respiratórias, por gotículas e secreções da nasofaringe. É importante ressaltar que a meningite pode atingir pessoas de qualquer idade, sendo mais comum as meningites virais em crianças e meningites bacterianas em adultos.

A prevenção pode ser realizada através da vacinação (para alguns tipos de meningites) que é disponibilizada no calendário vacinal da rede pública para todas as crianças menores de dois anos e adolescentes.

Outras medidas de proteção são: evitar ambientes fechados e com grande aglomerado de pessoas, manter ambientes arejados, lavar as mãos com frequência com água e sabão.

Saiba mais sobre a meningite

A meningite é uma inflamação das membranas que revestem o encéfalo e a medula espinhal, conhecida coletivamente como meninges. A inflamação pode ser causada por infecções por vírus, bactérias ou outros micro-organismos e, menos comumente, por certas drogas. A meningite pode colocar em risco a vida do paciente e por isso essa condição é classificada como uma emergência médica.

Os sintomas mais comuns de meningite são:

- Dor de cabeça e rigidez de nuca associados à febre;

- Confusão mental;

- Alteração do nível de consciência;

-  Vômitos e a intolerância à luz (fotofobia) ou a sons altos (fonofobia);

- Algumas vezes, especialmente em crianças pequenas, somente sintomas inespecíficos podem estar presentes, como irritabilidade e sonolência.

Quer receber as notícias no WhatsApp?