Pouco mais de quatro meses após a adoção do sistema de agendamentos no Sine (Sistema Nacional de Emprego) de Jaraguá do Sul, os índices de faltas e cancelamentos ainda correspondem a 20% dos atendimentos programados. Em outras palavras, um a cada cinco usuários negligencia o compromisso agendado com o órgão. No mês de outubro, o Sine realizou 906 atendimentos agendados, sendo 746 para solicitação do seguro desemprego e 106 para emissão de Carteira de Trabalho ou previdência social. Entretanto, deste total, 106 agendamentos foram cancelados e 76 foram negligenciados, somando mais de 180 faltas. Os serviços de carteira e previdência são os mais afetados pela ausência dos usuários – em média, todos os dias quatro pessoas não comparecem no horário reservado, o que em outubro representou 47,5% das vagas de atendimento. De acordo com a gerente do Instituto Jourdan, Salete Walz, apesar de ter diminuído, o número de faltas nos atendimentos ainda é alto e afeta a produtividade da equipe. Na segunda quinzena de junho, quando o sistema foi implementado, o índice de faltas era quase 33%. Em julho, o índice caiu para 22% e, nos meses seguintes, reduziu gradativamente até a taxa atual. “Quando uma pessoa agenda e não comparece, ela tira o espaço de outra pessoa que poderia estar utilizando o serviço e ainda compromete o tempo da equipe, que não consegue aproveitar suas horas de trabalho como gostaria”, alerta Salete. Atualmente o principal problema está no agendamento para confecção de novas carteiras de trabalho. Como os horários de atendimento para este serviço estão todos preenchidos até o fim do ano, as faltas têm gerado muitos transtornos para a equipe e para os usuários. “Às vezes alguém pode estar esperando por muito tempo, sendo que poderia resolver sua situação rapidamente utilizando uma vaga que outra pessoa negligenciou. Então estamos orientando as pessoas que precisam da carteira com urgência para que venham até o Sine por que, sempre que possível, estamos fazendo encaixe nas vagas que acabam em aberto”, diz a gerente. O Sine tem convênio para confecção de 10 carteiras de trabalho por dia. “Mas não ficamos limitados. Quando dá, emitimos mais”, destaca Salete. Apesar do problema com faltas, o novo sistema tem ajudado a melhorar a eficiência do trabalho e a gestão do tempo dentro do Sine. Segundo Salete, a ferramenta acabou com as longas filas e aumentou o conforto da população. “Do ponto de vista da equipe, melhorou a organização da dinâmica de trabalho, deixando a rotina mais tranqüila. O número de reclamações caiu significativamente”, avalia a gerente. No total foram realizados 2.206 atendimentos no Sine durante o mês de outubro, sendo 1,3 mil foram referentes à busca por postos de trabalho e o restante serviços com agendamento, como carteira, previdência e seguro desemprego. O número representa uma média de 105 atendimentos por dia. Desde que o sistema de agendamentos foi adotado, em 20 de junho deste ano, o Sine já realizou 7,9 mil atendimentos com horário marcado. pagina 6 Procura por vagas é grande, mas oferta ainda é pequena Enquanto a procura por vagas de emprego continua intensa no Sine, o número de vagas disponíveis ainda é pequeno. De acordo com a coordenadora do órgão, Karina de Oliveira Cristofolini, esta semana apenas seis vagas estão sendo ofertadas pelas empresas jaraguaenses, sendo três delas para portadores de necessidades especiais. Atualmente o órgão possui em aberto uma vaga para fresador, uma para torneiro mecânico e uma para torneiro CNC. Para pessoas com necessidades especiais, estão disponíveis uma vaga de zelador, uma para auxiliar administrativo e uma para estoquista. Segundo Karina, a queda no número de vagas ofertadas pelo Sine este ano foi constante. Para se ter uma ideia, no ano passado eram disponibilizadas em média 190 vagas, sendo que em alguns meses, como junho, o Sine chegou a ter 540 oportunidades em aberto. “As pessoas estão acostumadas a ter muita oferta, mas no momento o cenário é diferente, as empresas estão abrindo poucas oportunidades e quando abrem a seleção é bastante rígida”, avalia. Algumas vezes a vaga chega a ser fechada no mesmo dia e sem a colaboração do Sine, comenta a profissional. Para acompanhar as oportunidades disponíveis na região, Karina orienta a comunidade a acessar o site maisemprego.mte.gov.br, que é o endereço oficial atualizado pelo Ministério do Trabalho. “Há um outro site na internte, chamado sine.com.br, mas ele não é um site oficial do Sine. O ideal é buscar a página oficial do Ministério do Trabalho por que as vagas estão sempre mais atualizadas”, alerta. As empresas que desejam cadastrar vagas no Sine de Jaraguá do Sul podem entrar em contato com o órgão pelos telefones 3276-9376 / 3371-1603 ou pelo e-mail jaraguadosul@sine.sc.gov.br. O Sine funciona na Rodoviária, na Rua Antônio Cunha, 160, Baependi, das 7h às 11h30 e das 13h às 16h30 horas.