Na semana da Enfermagem, o Sindisaúde Criciúma mobilizou com faixas, panfletos e botons, nos hospitais, para chamar os trabalhadores para fazer pressão pela votação e aprovação do Projeto de Lei (PL) nº 2564/2020, que visa estabelecer o piso salarial dos profissionais.

Os atos iniciaram ontem, encerrando hoje, no Hospital São José, em Criciúma.

“Somente no São José são cerca de 900 trabalhadores na enfermagem e essa é uma das reivindicações e uma luta antiga da categoria. A aprovação do PL irá reconhecer e valorizar de verdade os profissionais da saúde, lembrando ainda este momento grave da pandemia, e corrigir discrepâncias de salários praticados em todos o país. Por isso, os profissionais precisam mostrar sua força e ajudar a cobrar dos senadores a votação e sua aprovação”, destaca o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos da Saúde de Criciúma e Região (Sindisaúde), Cleber Ricardo da Silva Cândido.

O PL prevê o piso salarial de R$ 7.315,00 para enfermeiros, R$ 5.120,00 para técnicos e R$ 3.657,00 para auxiliares de Enfermagem, abrangendo todos os setores.

O senador Fabiano Contarato (REDE) é o autor do projeto que foi apresentado no dia 12/05/2020 como Projeto de Lei N°2564 para implantação do Piso Salarial da Enfermagem.

Em março deste ano, a senadora Zenaide Maia (PROS) foi designada em plenário para ser a relatora da matéria. O PL fixa ainda a jornada para 30 horas semanais à categoria.