Nesta quinta-feira, o prefeito interino de Urussanga, Jair Nandi, em face das denúncias de supostas fraudes (fura-fila) na execução do Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19, assinou um decreto para abertura de sindicância para apurar as possíveis irregularidades.

Seguindo os prazos legais de publicação, o decreto terá validade a partir desta sexta-feira, sendo assim, os servidores estarão aptos para iniciarem os trabalhos de apuração.

A comissão que compõe o processo administrativo é composta por três servidoras públicas concursadas, sendo uma indicada pelo sindicato.

A comissão terá o prazo de 30 dias para conclusão da apuração dos fatos.

Em nota nesta semana, o Governo Municipal, através da Secretaria Municipal de Saúde, assim que recebeu a notificação, respondeu ao Ministério Público Estadual, prestando os devidos esclarecimentos sobre os fatos.

"Aguardamos a manifestação do Ministério Público", concluiu o Executivo..