A partir desta quarta-feira (5), os telespectadores de Jaraguá do Sul e região terão o sinal analógico desligado, passando a receber uma programação de televisão totalmente digital, sem interferências, com imagens e sons de maior qualidade.

Além de Jaraguá do Sul, os municípios de Joinville, Araquari, Barra do Sul, São Francisco do Sul, Guaramirim, Massaranduba, Schroeder, Blumenau, Luiz Alves, Gaspar, Indaial e Pomerode também terão o sinal analógico desligado.

Para que as famílias continuem recebendo as programações de TV aberta é preciso verificar se a antena é digital e se o televisor precisa de um conversor.

As pessoas que ainda não tem acesso ao equipamento e são cadastradas em programas sociais do governo federal têm direito a receber um kit gratuito que está sendo distribuído pela Seja Digital, entidade responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o digital da televisão aberta no Brasil.

Kits disponíveis

Segundo a entidade, cerca de 40% dos kits ainda não foram retirados, um índice considerado abaixo da média nacional, que é de 70%.

A região do Vale do Itapocu tem 14 mil kit disponíveis para a comunidade. Quem ainda não retirou o equipamento, pode fazer o agendamento através do número 147 (ligação gratuita) ou acesse o site para escolher o melhor local, data e horário.

A gerente regional da Seja Digital de Santa Catarina, Cheila Zortéa, conta que a principal mudança do sinal digital é a qualidade de imagem, que ficará mais nítidas devido à alta definição. “Será som e imagem de cinema na casa do telespectador", diz Cheila.

Vale lembrar que as famílias que utilizam sinais de TV a cabo ou parabólica não precisam fazer a adaptação por que as empresas já são digitalizadas.

Quem não precisa utilizar o kit e tem direito de recebê-lo através do programa Seja Digital, ainda pode retirar seu equipamento e ceder para alguém que não tenha condições de adquirir.

Sinal analógico desligado

A entidade responsável pela migração para a TV digital afirma que o sinal analógico começou a ser desligado em fevereiro de 2016 devido à venda de frequências na faixa de 700 MHZ, que é utilizada por vários canais analógicos.

O desligamento e remanejamento desses canais para outra faixa vai permitir que as operadoras de celular usem essas frequências para melhorar o serviço de 4G oferecido em território nacional.

A liberação ocorreu em um leilão promovido pela Anatel no final de 2014, onde as empresas interessadas compraram o direito de explorar as frequências.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?