Um boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul nesta quinta-feira (7) confirmou sete casos de sarampo no município. Os pacientes contraíram a doença no dia 18 de outubro em Joinville, durante um show.

No total, foram coletadas 13 amostras para análise, sendo que dois exames deram negativo e quatro ainda aguardam resultados. Desde o início do ano, Jaraguá teve 37 notificações de possíveis casos de sarampo.

Com as confirmações, a Vigilância Epidemiológica Municipal, em conjunto com a Vigilância do Estado, está realizando ações de investigação e bloqueio vacinal para evitar a transmissão da doença.

De acordo com o supervisor da Vigilância Epidemiológica, Geovani Carvalho Lombardi, quando há um caso suspeito, o setor já inicia as ações de bloqueio vacinal verificando se as pessoas com quem o paciente teve contato estão com as vacinas em dia ou não.

Esta mobilização está sendo realizada em relação aos sete casos confirmados. "Se for necessário, fazemos a coleta residencial também", comenta.

Lombardi destaca que o período de transmissão do sarampo é de quatro dias após o aparecimento das manchas e seis dias antes. Todo esse período para por investigação pela Vigilância.

O sarampo é uma doença respiratória, exantemática aguda e extremamente contagiosa, que pode evoluir com gravidade e causar com complicações como pneumonia e encefalite.

A transmissão ocorre de pessoa a pessoa por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar. O contágio tem sido descrito por dispersão de aerossóis com partículas virais no ar, em ambientes fechados, como escolas, creches e clínicas.

Por isso, é importante que as pessoas que apresentarem os sintomas irem a uma unidade de saúde para avaliação clínica e evitar a circulação em locais com grande aglomeração, como shoppings, shows e eventos como a Schützenfest, que é realizada na cidade até o dia 17.

Vacinação em Jaraguá do Sul

A vacina tríplice viral é a maneira mais eficaz de prevenção contra o sarampo, além de proteger também contra rubéola e caxumba.

O Ministério da Saúde recomenda a intensificação da vacinação de rotina, conforme Calendário Nacional de Vacinação com uma dose da vacina aos 12 meses e com reforço aos 15 meses; duas doses a partir de 12 meses a 29 anos de idade; e uma dose para a população de 30 a 49 anos de idade; além da dose zero para crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias.

Desde o mês de outubro ocorre a Campanha Nacional de Vacinação seletiva contra o sarampo. A primeira fase da mobilização já foi realizada e a segunda acontece agora no mês de novembro, entre os dias 18 e 30. O público-alvo serão os adultos não vacinados na faixa etária de 20 a 29 anos de idade.

Todas as unidades de saúde de Jaraguá do Sul que contam com sala de vacinação possuem dose de imunização contra o sarampo.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger