Em assembleia realizada nesta quarta-feira, os servidores de Joinville votaram, por unanimidade, pelo Estado de Greve. A decisão foi tomada diante do anúncio do governo de que, a partir de janeiro de 2019, serão efetuados cortes no vale-alimentação em caso de gozo de qualquer licença legal, por exemplo, por doença ou maternidade.

Paralisação e greve

Os servidores definiram também uma paralisação, para quinta-feira (29), a partir das 9 horas, em frente à Prefeitura.

Caso o governo não volte atrás de sua decisão, neste mesmo dia será deflagrada a greve da categoria.

*Com informações de assessoria de imprensa

Quer receber as notícias no WhatsApp?