Na tarde desta segunda-feira (24), os servidores municipais de Blumenau rejeitaram a terceira proposta de reajuste salarial apresentada pela administração do prefeito Mário Hildebrandt (sem partido). Com isso, a categoria segue em greve, que entra em sua terceira semana.

Desta vez, a Prefeitura propôs a reposição inflacionária de 5,07% do INPC parcelada da seguinte forma: 0,75% em agosto, 0,75% em outubro, 1,5% em dezembro e 2,07% em janeiro. Já a aplicação do percentual sobre o vale-alimentação seria realizada de forma integral apenas em janeiro.

Após a rejeição, o Sintraseb (Sindicato Único dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Blumenau) prometeu entregar uma contraproposta com o parcelamento dos 5,07% efetuado ainda no ano de 2019: 1% em agosto, 1% em setembro, 1% em outubro, 1% em novembro e 1,07% em dezembro, tanto para o salário como para o vale-alimentação.

A greve dos servidores públicos municipais tem causado impacto no atendimento de unidades de ensino e, sobretudo, postos de saúde.