Cada vez mais, a educação caminha para um modelo pedagógico que estimule a criação, a troca de ideias e a proatividade dos estudantes. Mais do que repassar conteúdo pronto, o ambiente educacional se torna um espaço para o debate e a busca contínua pelo conhecimento, por diferentes meios e formatos. É com base nesta visão que o Senai de Jaraguá do Sul traz para a cidade, ainda este ano, três eventos colaborativos, que têm como objetivo desafiar os estudantes a criarem soluções inovadoras e com aderência às necessidades do mercado. O primeiro deles é o Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) Design Camp, iniciativa que tem como foco o desenvolvimento de projetos inovadores nas áreas de moda e design. Em sua segunda edição, a iniciativa vem ao Senai de Jaraguá do Sul, entre os dias 1 e 5 de novembro, com uma missão especial: trata-se do primeiro evento a ser realizado na nova estrutura de ensino da instituição, um prédio de quatro andares totalmente voltado para os conceitos de coworking e criação de startups. O projeto, ainda em fase final de estruturação, conta com o apoio de 10 empresas e promete trazer um novo conceito de educação ao município. No total, serão 32 alunos participando da fase final do SCMC Design Camp, sob a supervisão de 16 empresas. Durante os cinco dias de imersão, os alunos precisarão resolver desafios e propor soluções para os problemas apresentados pelas empresas. As propostas terão como base quatro temas trabalhados no decorrer do ano: Ecodesign, Inovação, Branding e Comunicação e Identidade Catarina. Este ano, 360 acadêmicos de 21 universidades se inscreveram para o desafio. Outra competição que deve movimentar a cidade é o Senai Challenge, também conhecido como Senai Desafio, que acontece no dia 3 de dezembro. Serão mais de 200 estudantes catarinenses competindo, com a tarefa de desenvolver um robô que terá suas funcionalidades testadas em um percurso com obstáculos. O evento acontece no terceiro piso do Jaraguá do Sul Park Shopping, das 10h às 22h. Em dezembro acontece também o Desafio Senai Audaces, agendado para o dia 15. Voltado para o mercado de moda, o concurso desafia os estudantes a criarem produtos inovadores utilizando softwares de ponta. Jaraguá do Sul participa do desafio com seis equipes, cada uma com quatro participantes. A média de idade dos competidores é de 19 anos. A final acontece no terceiro piso Jaraguá do Sul Park Shopping, no mesmo dia, e envolve um evento multicultural, do qual a comunidade poderá participar. A proposta é que as pessoas possam ver de perto o processo de criação e o resultado final dos produtos. A equipe vencedora receberá R$ 26 mil reais por integrante. Ensino precisa ofertar conteúdo aplicável à realidade, diz especialista De acordo com o diretor do Senai de Jaraguá do Sul, Michael Siemeintcoski, a proposta dos eventos é oferecer novos estímulos aos estudantes, atendendo à necessidade cada vez mais urgente de equilibrar o processo de ensino ao ritmo de trabalho do mercado. Segundo ele, a escola ainda é pautada, em sua maioria, nos modelos do século 19, mas as evoluções sociais exigem uma nova forma de pensar. “Não estamos falando de construir uma escola apenas com recursos altamente tecnológicos, mas com alta tecnologia e, acima de tudo, com uma proposta pedagógica moderna, que tenha estratégias de ensino compatíveis com o processo de autonomia da aprendizagem. É desenvolver capacidades além das técnicas e científicas, desenvolver capacidades metodológicas, organizativas e sociais. Isso é fazer o estudante pensar de forma criativa e assertiva”, explica o diretor. Em Jaraguá do Sul, esta visão será externada por meio da nova estrutura educacional da instituição. O espaço será inaugurado dia 1º de novembro, com a realização do SCMC Design Camp. “O estudante percebe que este processo de aprendizagem agrega valor e desenvolve melhor a sua capacidade intelectual e principalmente a capacidade cognitiva, de poder pensar, criar e propor alternativas”, destaca Siemeintcoski. A mudança na maneira com que o conhecimento é levado aos estudantes, aponta o diretor, precisa justamente caminhar junto com as mudanças de mercado. “Mais importante do que o conteúdo é a forma de trabalhar o conteúdo, o desenvolver do pensamento crítico, do diálogo, da conversa em grupo, da capacidade de pesquisa, de experimentação, de gerar protótipos em cima de problemas reais”, complementa. Equipe jaraguaense na Olimpíada do Conhecimento O projeto “Eu entendo, eu escolho”, desenvolvido por um grupo de estudantes do curso de Design de Moda do Senai, estará representando Jaraguá do Sul na etapa nacional da Olimpíada do Conhecimento, entre os dias 10 e 13 de novembro, em Brasília. Apoiado pela empresa Marisol, o projeto propõe a criação de uma loja que oferece independência na hora das compras a pessoas cegas ou com baixa visão, criando um ambiente integrado e acessível para todos. 2015_06_03 Renata Vavolizza multimidia para cegos - em (4) O grupo já trabalha na montagem de um espaço piloto dentro da One Store Marisol, onde deverão ser integradas as soluções propostas no projeto. Além disso, a equipe também está desenvolvendo um aplicativo gratuito que utiliza códigos em braile para disponibilizar informações sobre os produtos, preços e condições de pagamento. Os estudantes trabalham na solução há cerca de um ano e meio.