Secretário de Educação de Massaranduba leva projetos da rede a Portugal

Secretário de Educação de Massaranduba leva projetos da rede a Portugal Secretário de Educação de Massaranduba leva projetos da rede a Portugal

Cotidiano

Por: Natália Trentini

quarta-feira, 01:24 - 14/02/2018

Natália Trentini
Um laboratório que motiva estudantes a compreender a matemática e um modelo para desenvolver, além do raciocínio, a educação socioemocional. Essas duas temáticas, descritas em artigos, foram levadas pelo secretário de Educação, Cultura, Esporte e Turismo de Massaranduba, Cristiano Tironi, ao Colóquio Internacional de Ciências Sociais da Educação da universidade de Minho, localizada na cidade de Braga, em Portugal. Quer receber as notícias do OCP Online no whatsApp? Basta clicar aqui Muito mais do que teoria, os artigos do professor apresentam projetos que estão em desenvolvimento no município. O primeiro deles, o Lemin (Laboratório de Educação Matemática Isaac Newton), foi criado em 2004 por Tironi nas dependências da Escola Municipal de Ensino Fundamental Ministro Pedro Aleixo, com o apoio da direção.
Tironi no Colóquio Internacional de Ciências Sociais da Educação | Foto Divulgação
Com o passar dos anos, o Lemin ganhou estrutura própria, levando estudantes da rede a desenvolver projetos dentro de tendência desse universo e despertando em crianças e adolescente a vontade de aprender matemática. O segundo artigo do secretário apresentou aos portugueses o novo modelo de educação planejado para a rede, a chamada “eco formação”, pela ótica do da formação continuada. O programa foi criado após uma equipe da Rede Internacional de Escolas Criativas conhecer toda a rede de ensino e verificar pontos fortes e fracos para tonar as escolas mais atrativas para as crianças e formar cidadãos mais preparados para transformar a sociedade. “Percebi que a gente está dando um passo a mais. As discussões foram voltadas a autonomia e criatividade das crianças, nosso programa vem de encontro a isso. Sentir e pensar, levando em consideração a parte sociemocional dos alunos e não só o racional. É preciso equilíbrio entre essas duas esferas”, comenta Tironi, ressaltando que o programa começou no último dia 23 de janeiro com uma formação para todos os professores – cursos e qualificações que vão acontecer mensalmente pelos próximos dois anos. “ É um programa baseado em formar da vida para a vida. Precisamos de um ensino significativo”, complementa o secretário. O trabalho interdisciplinar a até transdisciplinar é uma das propostas, fazendo as disciplinas conversarem de forma dinâmica.  
×