Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul informa números de atendimento

Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul informa números de atendimento Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul informa números de atendimento

Cotidiano

Por: Verônica Lemus

terça-feira, 08:30 - 27/02/2018

Verônica Lemus
A rede municipal de Saúde de Jaraguá do Sul realizou no ano passado 94.707 consultas médicas na atenção básica e 57.144 consultas em especialidades. Os números foram apresentados nesta terça-feira (27), em audiência pública da Saúde relativa aos últimos quatro meses de 2017, em que também foi apresentado relatório anual. Quanto à receita, a Saúde do município recebeu cerca de R$ 171,2 milhões no passado, entre recursos próprios, federais e estaduais. Conforme os dados apresentados pelo secretário de Saúde, Jonas Germano Schmidt, e por toda a equipe de diretores da pasta, o segundo quadrimestre do ano passado – maio a agosto – foi o período com o maior número de consultas médicas realizadas: foram 40,1 mil atendimentos na atenção básica e 21,8 mil na atenção especializada. No último quadrimestre, foram 21,6 mil consultas com especialistas e 33,6 mil na atenção básica. Já o primeiro quadrimestre do ano passado – janeiro a abril - foi o que registrou menor número de consultas, sendo 20,9 mil na atenção básica e 13,6 mil em especialidades. O período coincide com a greve dos servidores públicos municipais, que durou 32 dias entre março e início de abril. A paralisação foi apontada pelo secretário em audiência da Saúde de maio do ano passado como um dos principais fatores para os números de consultas do período, que foram menores aos registrados no mesmo período do ano anterior, 2016. O resultado do primeiro quadrimestre de 2017 refletiu nos números totais de consultas do ano passado em relação a 2016. Naquele ano, foram realizados um total de 179,1 mil atendimentos, aproximadamente, para atenção básica e especializada. Em 2017, o total de consultas foi de pouco mais de 151,8 mil, cerca de 15% a menos que no ano anterior. Já o total da receita da Saúde no ano passado foi de R$ 171,2 milhões. De recursos federais, a Saúde recebeu R$ 68,4 milhões (40%), e do Estado o repasse foi de R$ 5,4 milhões (3,2%). A fonte da maior parte da receita, R$ 94,9 milhões (55,4%), é a Prefeitura Municipal, de recursos oriundos de transferências de impostos. O restante, de R$ 2,8 milhões (1,6%), são recursos do Fundo Municipal de Saúde (FMS).

Fila de espera

Em relação às filas de espera por consultas ou procedimentos na rede pública municipal, o secretário de Saúde afirma que a pasta vem tomando medidas para atender principalmente às áreas com maior demanda. “Hoje nós estamos contratando alguns profissionais, principalmente médicos, para atender as demandas que nós temos na atenção básica, estamos fazendo uma readequação em alguns momentos de profissionais, trocando de uma unidade para outra para que a gente possa reduzir esse impacto da fila”, afirma Schmidt. Conforme os dados disponíveis para consulta no portal da Saúde da Prefeitura de Jaraguá do Sul, na internet, atualmente a fila de espera para consultas na atenção básica com pediatra possui 1.357 crianças aguardando atendimento. Ainda de acordo com os dados, os pacientes mais antigos na fila aguardam consulta desde agosto de 2017. “Em relação à pediatria, especificamente, nós também estamos com algumas ações em andamento, até para nós melhorarmos esse desempenho, diminuirmos esse tamanho da fila, então nós estamos com profissionais envolvidos nisso, devemos estar fazendo algumas ações agora já de curto prazo, nos próximos dois, três meses, nós já vamos regularizar bastante dessa fila”, diz o secretário. Entre as ações, Schmidt cita a realização de mutirões de atendimento, ao longo do ano. Já na atenção especializada, o secretário informa que ainda nesta semana o Município acertou a contratação de consultas e exames de oftalmologia, e também anuncia a compra de atendimentos para a cardiologia, atuando em duas das principais filas de espera. “Também começa um cardiologista conosco, começou uma que vai atender as demandas agora a partir de março e um segundo também vai começar a atender agora em março, então nós vamos ter uma capacidade maior de atendimento”, informa Schmidt. De acordo com os dados do Portal da Saúde, a fila de espera para consultas com cardiologista possui 4.762 pacientes aguardando. A oferta média dos últimos três meses é de 103 consultas, com uma estimativa de espera para atendimento de 323 dias. Já para atendimento com oftalmologista, a fila de espera está atualmente com 5.586 pacientes, e a oferta média é de 305 consultas, com uma previsão de 235 dias de espera para uma consulta.

Planejamento 2018

A equipe da Secretaria de Saúde também apresentou o planejamento da pasta para 2018. Confira as principais ações e medidas anunciadas pela gestão: - Reformar e inaugurar a nova sede da Vigilância em Saúde - Inaugurar posto de saúde do bairro Jaraguá 84 - Inaugurar novo posto de saúde do bairro João Pessoa - Desenvolver projeto de acessibilidade das unidades de saúde - Transferir Centro de Atenção à Mulher para a Policlínica de Especialidades - Implantar mais uma equipe de saúde bucal - Implantar 1 Núcleo de Apoio à Saúde da Família - Reestruturar Pamas (Pronto Atendimento Médico Ambulatorial), desenvolver estudo sobre operacionalidade - Implantar programa de prevenção de álcool e drogas do Ministério da Saúde - Realização de dois mutirões de cirurgias - Capacitação continuada dos profissionais de Saúde
×