No início do ano, a Prefeitura de São Francisco do Sul retomou o serviço de cirurgias e de castrações em cães e gatos, atuando na demanda reprimida no Município. A ação, que continua sendo realizada em uma sala de cirurgia alugada, foi alcançada por meio de uma medida provisória até que a nova Unidade Básica de Saúde Animal seja implantada na cidade. A boa notícia para os francisquenses, segundo a Prefeitura, é que a nova unidade está cada vez mais próxima de se tornar realidade.

A Unidade Básica de Saúde Animal é um projeto promovido no Estado pelo deputado estadual Patrício Destro e além de São Francisco do Sul, outras cidades também participam. Ainda de acordo com a Prefeitura, em reunião com o secretário de Governo e diretor do Núcleo Avançado de Gestão (NAG), Marcos Stefano, o deputado se comprometeu a auxiliar o Município com uma emenda no valor de R$ 100 mil reais. No momento, a Prefeitura segue aguardando a tramitação da emenda disponibilizada pelo deputado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

O projeto consiste em um contêiner tipo reefer medindo 12m de comprimento por 2,40 de largura devidamente adaptado interna e externamente para servir ao atendimento básico de cães e gatos, ao controle reprodutivo, controle de zoonoses e ao estímulo à guarda responsável. A estrutura interna e arranjo físico foram projetados para possibilitar da melhor forma possível o fluxo das operações e a realização dos procedimentos da vacinação, identificação eletrônica (microchip) e cirurgias de esterilização.

A unidade conta com salas de recepção, preparo de pacientes, cirurgia, antissepsia, esterilização de materiais e pós-operatório. Para receber o contêiner, a Prefeitura deve ter uma área definida em padrões determinados no projeto. “Ainda estamos definindo com a Secretaria de Saúde e com a Secretaria de Meio Ambiente o terreno para a implantação da unidade. Este projeto é uma das metas e prioridades da gestão”, ressaltou Stefano.

Retificação Na matéria foi mencionado que os procedimentos cirúrgicos seguiam sendo realizados. No entanto, nesta terça-feira, o estoque de anestésico acabou. A Secretaria de Saúde disse que já está tomando as devidas providências para normalizar o abastecimento. *Com informações da assessoria de imprensa