O Estado de Santa Catarina está no topo do ranking de novos casos de câncer no Brasil. De acordo com dados divulgados pelo Inca (Instituto Nacional do Câncer) na pesquisa "Estimativa 2020", o Estado catarinense tem a maior taxa de incidência de câncer para cada 100 mil habitantes. São 372 casos para cada 100 mil homens e 247 entre cada 100 mil mulheres.

Divulgada nesta terça-feira (4), quando foi celebrado o Dia Mundial do Câncer, a pesquisa traz a estimativa de que o Brasil deve registrar cerca de 625 mil novos casos por ano entre 2020 e 2022, com o câncer de pele sendo o mais comum, seguido pelos casos de mama e de próstata, cólon e reto, pulmão e estômago.

Em Santa Catarina, o Inca prevê o diagnóstico de pelo menos 33 mil novos novos casos da doença em 2020, sendo que o Estado lidera as taxas de incidência de 10 tipos de câncer: mama, cólon e reto, cavidade oral, laringe, bexiga, esôfago, linfoma não hodgkin, sistema nervoso central, leucemia e pele.

O Inca calculou, ainda, a estimativa de casos de câncer infantojuvenil, entre crianças e jovens com 19 anos. Os dados apontam para uma possibilidade de 330 novos casos em 2020 no território catarinense, sendo a maioria entre as mulheres.

Conforme o Instituto, a obesidade estará entre os principais fatores de risco para o desenvolvimento de 11 dos 19 tipos mais frequentes de câncer na população brasileira.

Outros comportamentos não saudáveis como fumar, consumir bebidas alcoólicas, sedentarismo e manter dieta pobre em vegetais também aumentam o risco da doença.

*Com informações da rede NSC