Após meses de temperaturas mornas, o frio chegou para valer em Santa Catarina. Na madrugada desta quinta-feira (4), Urupema registrou a mínima do ano até aqui: -4,8ºC, segundo as medições da Epagri/Ciram.

E a expectativa é que o frio se intensifique na madrugada desta sexta-feira (5), quando os termômetros na Serra podem marcar -7ºC. De acordo com o meteorologista Clóvis Corrêa, as temperaturas seguem baixas até o começo da próxima semana. 

“As massas de ar polar costumam atuar no Estado por três dias, mas esse receberá um reforço, portanto só deve voltar a esquentar entre segunda e terça-feira”, diz Corrêa. 

Após chegar a cerca de -7ºC na madrugada de sexta-feira, os termômetros deverão marcar até -3ºC no sábado, com pequena chance de neve.

Já na madrugada do domingo, a temperatura cairá de novo para até -7ºC com a chegada de um reforço na massa de ar polar, o que manterá as temperaturas baixas até terça-feira. Só então que volta a esquentar. 

Embora essa seja a maior onda de frio do ano até aqui, a expectativa segue com temperaturas médias mais altas que o normal para o restante do inverno, o que não impede a entrada eventual de novas massas de ar polar. 

Recomendações e cuidados com o frio 

Campo de futebol coberto pela geada, estrada e uma placa de trânsito escrito "Pare" em primeiro plano. Ao fundo, um prédio encoberto pela névoa
Termômetros deverão marcar até -3ºC no sábado no estado | Foto Ilustrativa Arquivo/OCP News

Durante o período de frio intenso, a Defesa Civil recomenda atenção com população mais vulnerável, como enfermos, moradores de rua, idosos e crianças. Além disso, abrigar animais domésticos nas noites mais frias. 

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, em virtude das doenças causadas pelo frio (gripe, resfriados, pneumonia, meningite) é essencial tomar medidas simples como manter-se bem agasalhado, beber bastante água e evitar locais fechados e de grande circulação de pessoas, além da higiene frequente das mãos.

Essas medidas são de grande valia na prevenção destas doenças, ressaltando que crianças e pessoas idosas são mais suscetíveis às doenças agravadas pelo frio e devem estar mais atentas. 

A Defesa Civil também adverte aos agricultores para a tomada de medidas preventivas com a geada. Nas rodovias, o alerta é para o tráfego em áreas serranas, porque há risco de gelo na pista.

Evite acelerar e desacelerar bruscamente, mantenha uma distância segura do carro a sua frente e tente antecipar a necessidade de parar o carro para evitar usar os freios. 

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou Corpo de Bombeiros 193. 

Fonte: Governo do Estado

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger