O diretor-presidente do Samae de Jaraguá do Sul, Ademir Izidoro, afirmou que a cidade não terá problema com desabastecimento de água.

“Não há a menor possibilidade de racionamento, nem de faltar água em Jaraguá do Sul por causa da estiagem”, garantiu.

O posicionamento de Izidoro se deve à preocupação com a estiagem que atinge o país. As medidas que foram tomadas e, segundo ele, afastam o risco de desabastecimento são:

- A construção de uma moderna Estação de Tratamento de Água (ETA), com capacidade para captar, tratar e distribuir até 1000 litros de água por segundo;
- Construção de 11 reservatórios que, juntos, têm capacidade para armazenar até 25 milhões de litros de água;
- Manutenção eficiente das redes de abastecimento;
- Investimento em redução de perdas na distribuição da água;
- Hidrômetros com idade média de 2,5 anos, garantindo mais confiabilidade ao sistema;
- Programa de recuperação da mata ciliar às margens do Rio Itapocu.

De acordo com o diretor-presidente, essas e outras medidas garantem água em quantidade e qualidade para abastecer Jaraguá do Sul por décadas.

“Os dois rios de nossa cidade, Jaraguá e Itapocu, apesar do estresse hídrico, possuem vazão suficiente e perene, segundo o Plano de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio Itapocu, elaborado em 2018. O fornecimento de água em nossa cidade está garantido pelos próximos 50 anos”, assegurou.

No entanto, ele destaca que a colaboração da comunidade é imprescindível. “Usando a água com racionalidade, não teremos com o que nos preocupar".