Se não bastassem a pista estreita e as curvas fechadas, outro problema tem aumentado a periculosidade de uma movimentada rodovia estadual: A SC-108, que liga Joinville a Guaramirim, no Vale do Itapocu.

O mato toma conta do acostamento e, em alguns pontos, compromete até a pista. Placas ficam quase que completamente cobertas pela vegetação. Uma ameaça aos motoristas e também para os moradores, conforme explica o agricultor de Joinville, George Altrak, 31 anos.

“Como as equipes do Denit só aparecem a cada quatro meses para fazer o corte da vegetação são os moradores que passam veneno, roçam o mato e aplicam produtos para conter as pragas daninhas. Tudo por conta própria”, comenta Altrak.

Ele acrescenta que faz este trabalho até por questões de segurança.

“Com o mato alto é muito ruim para acessarmos à rodovia. Além disso, a vegetação grande nos impede de ver quem chega a nossa propriedade. Mas a situação é pior para os motoristas, porque o matagal já tampa as placas e avançam à rodovia. É perigo eminente”, argumenta o produtor rural de Joinville.

O ponto positivo deste trecho é a qualidade do asfalto. Em grande parte não há crateras, como em outras estradas estaduais visitadas pela reportagem. Outra reclamação de quem vive às margens da rodovia é a precariedade dos pontos de ônibus, tanto no trecho de Joinville, quanto no perímetro rural de Guaramirim. A maioria dos abrigos está danificado, e não têm cobertura.

Raio-X SC – 108

  • Sinalização vertical: regular
  • Sinalização horizontal: boa
  • Qualidade do acostamento: regular e ruim
  • Qualidade do asfalto: boa
  • Poda do mato: ruim
  • Iluminação: só há em trevos

Estatística

  • Acidentes em 2018: 46
  • Acidentes com mortes em 2018: 2
  • Acidentes em 2019: 8
  • Acidentes com mortes em 2019: 1

O que diz o Deinfra?

O superintendente regional do Deinfra, Ademir Machado, reconhece, mais uma vez, que o trabalho de roçada deveria ser feito pelo menos uma vez por mês, mas alega que hoje não há recursos no Deinfra para a contratação de novas equipes. A atual consegue atender a rodovia apenas de quatro em quatro meses.

Raio-X das rodovias estaduais de Santa Catarina

Leia nesta segunda-feira (25): SC-418. Mato alto, buracos e falta de iluminação aumentam os perigos da Serra Dona Francisca

Leia nesta terça-feira (26): SC-415. Rodovia de acesso às praias, na região de Joinville, clamam por manutenção

Leia nesta quarta-feira (27): SC-416/SC-417. Contorno de Garuva minimizou os constantes congestionamentos, agora o problema são as crateras na pista

Leia nesta quinta-feira (28): SC-108. Rodovia que liga Joinville a Guaramirim sofre com mato

Quer receber as notícias no WhatsApp?