Servidores da Diretoria de Defesa Civil de Jaraguá do Sul fazem nesta quinta-feira (1) vistorias em vários locais do município, analisando pontos com riscos de deslizamentos verificados por moradores durante o período de chuva. Conforme levantamento apresentado pelo diretor Hideraldo Colle, na manhã desta quinta-feira, no mês de maio choveu 444 milímetros em Jaraguá do Sul, ou seja, mais que o dobro da quantidade de chuva esperada para o período. Nas últimas 24 horas, foram 60 milímetros. Apesar do grande volume de chuva em poucos dias, não foram registrados problemas graves. Nas últimas horas, foram atendidas quatro ocorrências. “Foram quatro pequenos escorregamentos, sem maiores danos. O de maior gravidade, foi no Rio Molha, na noite de ontem (quarta-feira, 31)”, diz o diretor, acrescentando que a Defesa Civil foi chamada por volta das 23h para uma queda de árvore na rua Adolfo Antônio Emmendoerfer. Bombeiros e Polícia Militar também estiveram no local e o trânsito ficou interrompido durante a remoção da árvore. Na manhã desta quinta-feira (1), técnicos da Celesc estavam no local providenciando o conserto da rede elétrica atingida pela árvore na noite anterior. Os demais atendimentos foram na rua Alzira Franceschi Vasel, no bairro Águas Claras; rua Neco Spézia, no bairro Jaraguá Esquerdo; e rua Paula Aldrovandi, na Barra do Rio Molha. Não houve danos em imóveis ou pessoas feridas. Quanto ao nível dos rios, não foram registrados alagamentos. *Com informações da assessoria de imprensa da Prefeitura de Jaraguá do Sul