As atitudes para prevenção ao mosquito Aedes aegypti também precisam ser intensificadas nesta época do ano. A Vigilância Epidemiológica já identificou 37 focos em Jaraguá do Sul neste ano. Apesar do número elevado, nenhum dos 27 casos suspeitos foi confirmado para dengue, chikungunya ou zika. Entre os bairros onde foram encontrados mais focos, a Ilha da Figueira se destaca com 15 registros. Em seguida aparecem o Baependi e Centro, ambos com cinco focos cada. De acordo com a supervisora municipal do programa de combate à dengue, Michelli Pinheiro, quem for viajar neste período deve verificar o entorno de casa e todos os locais que possam acumular água.“Os moradores que forem para outras cidades também precisam ficar atentos com a água parada. É recomendável que se use repelentes para evitar ser contaminado”, explica Michelli. EVITE A PROLIFERAÇÃO DO AEDES AEGYPTI • Não deixe acúmulo de água. A água da chuva pode se acumular em garrafas, pneus, ou qualquer outro reservatório. Após os períodos de chuva, verifique se não ficou água acumulada em algum local; • Ponha areia nos vasos das plantas. Em vez de usar água para as plantas, use areia ou pó de café nos pires dos vasos e, então, coloque água; • Faça furos nos pneus velhos. Os furos permitem que a água acumulada escorra, não ficando parada e, assim, evitando que o mosquito se reproduza. • A caixa d’água é um excelente reservatório para os ovos da dengue. Mantenha-a sempre fechada e a limpe frequentemente com produtos especializados. Isso também vale para poços, cisternas e caçambas que se acumulam água; • Remova folhas e galhos das calhas. Esses objetos, assim como outros (flores, pedaços de garrafa, etc) impedem que água escoe; • Mantenha latas e garrafas emborcadas para baixo. Isso evita que a água da chuva se acumule e fique parada por muito tempo; • As piscinas são normalmente difíceis de tratar por possuem um volume grande de água. Se você não a está utilizando, cubra-a com uma lona; • Preste atenção ao lixo. Muitas pessoas pensam que os lixos, por acumularem água suja, não apresentam perigo à dengue. Mas a verdade é que se há água acumulada, há a possibilidade de reprodução do mosquito. LEIA TAMBÉM:  - Período de férias concentra 40% dos acidentes com animais peçonhentos