Entra ano e sai ano, mas quando chega na época de Carnaval, a dúvida é sempre a mesma: a Quarta-feira de Cinzas é considerada um feriado nacional?

Bom, para começar, nenhum dia de Carnaval é considerado feriado oficial no Brasil. Mesmo sendo a maior festa do país, não há legislação que regulamente a folga durante o período.

O que acontece é que, justamente por ser a maior festa popular brasileira, muitos empregadores optam por ceder as folgas aos funcionários.

Isso acontece principalmente nos lugares com celebrações mais expressivas, como São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.

Acredite: algumas empresas chegam a dar até três dias de folga para quem quer curtir a folia.

Ao ceder a folga, a empresa pode exigir do funcionário que trabalhe em outro feriado ou compense com horas extras durante determinado período.

Quarta-feira de Cinzas

Seguindo a lógica dos dias de Carnaval não serem considerados feriado, a Quarta-feira de Cinzas também não é um feriado oficial.

Porém, é tradicional que empresas privadas e do setor público tenham expediente somente no período da tarde, folgando pela manhã.

Isso, porém, não é uma regra e cada empresa ou repartição decide como vai proceder.

Por isso, o funcionário não pode usar o Carnaval e nem a Quarta-feira de Cinzas para justificar faltas caso isso não tenha sido acordado previamente com o empregador.

Setores públicos como prefeituras e Câmaras de Vereadores também costumam optar pelo ponto facultativo, onde o funcionário decide se quer ir trabalhar, já que o funcionamento do órgão ou pasta não é obrigatório neste período.

Os bancos, por exemplo, costumam fechar nos dias de Carnaval e emendar a folga de quarta-feira.

O significado da Quarta-feira de Cinzas

A data marca o fim do Carnaval, considerada pelos católicos como uma festa pagã, e celebra o início da Quaresma, que é o período que antecede a Páscoa.

A Quarta-feira de Cinzas é um convite para a conversão e para a aproximação da igreja.

Nesta data, é costume jejuar para lembrar as provações sofridas por Cristo.