Os voluntários do GRM (Grupo de Resgate em Montanha) de Joinville comprovaram neste feriado do Dia do Trabalhador que, com uma certa dose a ajuda, é possível superar deficiências e realizar sonhos. Sonhos, no caso, da pequena Sarah Luise da Silva Carvalhi, de 9 anos. Ela é portadora de distrofia muscular degenerativa, uma doença que limita o funcionamento dos músculos. Mas isso não impediu que ela realizasse um desejo antigo: conhecer a região do Castelo dos Bugres, no alto da Serra Dona Francisca, em Joinville. Ao saber do sonho de Sarah, a equipe do GRM organizou uma operação especial para levar a menina a um dos pontos mais altos de Joinville. Por conta da doença, Sarah caminha com muitas dificuldades. “Sabendo disso, ficamos sensibilizados. Ainda no ano passado começamos a organizar como faríamos para realizar o sonho da menina. Ah, detalhe, ela também queria fazer rapel no local”, conta o diretor técnico do GRM, Alan da Rosa. Como a menina tem dificuldades para andar, foi preciso improvisar. “Adaptamos uma mochila, para carregá-la morro acima. Com a ajuda de voluntários ela chegou lá. Sarah subiu a montanha e realizou o sonho que parecia impossível. Ao ver ela, feliz lá em cima, foi muito emocionante para toda a equipe”, completa Rocha, acostumado em fazer resgates na região. "Foi muito legal. Adorei", disse a menina nesta quarta-feira, a reportagem do Jornal de Joinville. A mãe de Sarah, a dona de casa Cilene Cristina da Silva, 45 anos, também era só elogios à equipe do GRM. "Eles proporcionaram a realização de um sonho. Mostraram que a deficiência não é barreira quando se tem pessoas de bem e dispostas a ajudar. Sarah consegue nem subir escadas, mas com a ajuda de amigos, subiu uma montanha. Ver ela lá em cima, foi muito bom, uum momento muito especial, só tenho muito a agradecer", finaliza.

Confira as fotos da aventura