O que fazer com livros e cadernos escolares que não serão utilizados em 2020? Essa foi a pergunta que fez surgir o projeto Logística Reversa Positivo, em Joinville.

O projeto é uma realização do Colégio Positivo, que coleta o material e encaminha para o processo de reciclagem, virando matéria-prima que será vendida para a fabricação de outros produtos.

Alunos de todas as escolas, públicas e privadas, de Joinville podem depositar para uma caixa coletora no Colégio Positivo.

A receita arrecadada com a comercialização será destinada a projetos voltados a questões sociais e ambientais, desenvolvidos por alunos e professores.

De acordo com a diretora do Colégio Positivo Joinville, Miriam Zanatta, o objetivo do projeto é levar sustentabilidade não apenas para dentro da escola, mas para toda a comunidade, conscientizando principalmente as crianças sobre a importância da reciclagem.

"É fundamental que os estudantes comecem a pensar no lixo que estão gerando e, com isso, reavaliem a possibilidade de reaproveitamento e destinação correta dos materiais escolares", ressalta.

Como funciona o projeto

O projeto foi idealizado em 2017, pela aluna Helena Giotto, então com 9 anos de idade, pensando em uma forma de reduzir o impacto ambiental.

A ideia foi aprovada pelo Colégio Positivo Internacional e, em 2018, implantada em quatro unidades do Colégio Positivo, em Curitiba.

O objetivo inicial era arrecadar 8 toneladas, mas a expectativa foi superada e, com a finalização da coleta, foram recolhidas mais de 23 toneladas de material didático usado.

Em 2019, o projeto Logística Reversa Positivo foi um dos vencedores do 17º Prêmio Paranaense de Excelência Gráfica Oscar Schrappe Sobrinho na categoria Sustentabilidade.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger