A diminuição no números de pacientes atendidos no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), devido aos decretos municipais e estaduais em relação à pandemia, levou a Prefeitura de Jaraguá do Sul a reorganizar a forma de trabalho da Odontologia especializada. Por esse motivo, desde o mês de janeiro deste ano, o CEO está operando no formato de telemonitoramento.

Com o objetivo de intensificar os cuidados aos pacientes e manter a oferta do cuidado em saúde bucal no contexto da pandemia, foi implantado o Projeto Odontologia a Distância no CEO, em parceria com o Núcleo de Saúde Bucal da Secretaria do Estado da Saúde e baseado em Resoluções do Conselho Federal de Odontologia. O CFO permite, no âmbito do SUS, a realização do telemonitoramento.

Na prática, o cirurgião-dentista liga para o paciente e realiza a teleconsulta, avalia as condições de saúde geral e bucal, o que possibilita ao especialista identificar, por meio de um questionário pré-clínico, o melhor momento para a realização do atendimento presencial. Todos os eventos do telemonitoramento são efetuados por meio de contato telefônico gravado, registrado no sistema informatizado e após a avaliação, o especialista agenda a consulta presencial no CEO.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, os resultados indicam que, seis meses após o início do projeto, houve redução de 17,38% da fila de espera das especialidades do CEO.

"O serviço especializado ofertado é fundamental para a integralidade do cuidado, para o suporte à prestação de informações aos pacientes e para a reorganização do acesso e complementação do cuidado", destaca a diretora de Saúde, Sílvia Regina Bonatto Curty.

O secretário de Saúde, Alceu Gilmar Moretti, ressalta que os pacientes conversam diretamente por telefone com o especialista.

“E caso o procedimento não possa ser realizado de imediato, como ocorre por exemplo com pacientes com comorbidade que preferem adiar o tratamento, o paciente permanece na lista de espera e o especialista irá monitorar o caso, combinando de comum acordo com o paciente o melhor momento para o agendamento”, explica.

A supervisora técnica de Saúde Bucal, Cintia Silveira Gargioni, ainda pontua que a maior redução foi observada na especialidade de endodontia (tratamento de canal).

“Observamos uma diminuição da fila de espera em 44,74%. A especialidade de endodontia tem o maior número de cirurgiões-dentistas, o que permitiu que sejam efetuadas mais ligações e atendimentos”.

*Com informações de assessoria de imprensa.