Com a presença do ministro do Esporte, Leandro Cruz, o prefeito Gean Loureiro e o secretário de Educação Maurício Fernandes Pereira lançaram oficialmente o “Floripa Gol de Letra”.

Pela Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJA), o projeto permite que atletas de futebol do Figueirense e do Avaí, a partir dos 15 anos, concluam o ensino fundamental.

A garotada azurra está tendo aulas, das 19h às 22h, na Escola Ildefonso Linhares, nos arredores do Estádio da Ressacada, no Sul da Ilha. Os alvinegros, também no horário noturno, estão no banco escolar na sede do clube, no Scarpelli, região continental.

Foto Divulgação/PMF

O evento, que ocorreu nesta sexta-feira (31), no gabinete do prefeito, foi prestigiado pelo ex-craque e agora gerente de futebol do Figueira, Fernandes, e pelo coordenador administrativo das categorias de base do Avaí, José Cordeiro Neto, o popular Coronel Neto.

Gol de Letra é uma expressão que na gíria do futebol caracteriza o gol em que o jogador trança as pernas, como quem faz a letra “X”, trocando de pé para chutar a bola.

“O esporte é muito bom, mas a educação tem que estar trilhando ao lado”, expõe o ex-jogador Fernandes.

Já o Coronel Neto diz que as pessoas se arrependem de duas coisas na vida: “de deixar de trabalhar e de deixar de estudar. Por isso a importância da EJA”.

Estar preparado para alternativas

Depois das categorias de base, caso o atleta não seja selecionado para a equipe principal, ou acolhido em outra equipe, terá que parar de jogar. Muitos acabam em subempregos. Está aí um grande motivo para frequentar a EJA, alerta o prefeito.

“O jovem deve estar preparado para ter alternativas fora e além do mundo do futebol”, salienta Gean Loureiro.

Educação para todas as pessoas

A frequência na escola não deve ser encarada como uma obrigação ou cobrança. Mas como um direito, como inclusão, frisa o secretário de Educação, Maurício Fernandes Pereira. “A educação deve fazer parte da formação de todas as pessoas”.

"Um governo faz a diferença quando aposta em educação. E isso é o que a PMF está fazendo", completa o secretário adjunto Luciano Formighieri.

Os garotos acreditam que nasceram para serem jogadores profissionais. Querem enriquecer, melhorar a situação financeira de suas famílias e atuar pela seleção brasileira de futebol.

Entram nas categorias de base de um clube e são submetidos a treinamentos semelhantes àqueles dos profissionais, com uma carga horária de dedicação de adultos, discorre o ministro do Esporte. A tendência é pensar mais na bola do que nos estudos. “A EJA vai cumprir um papel primordial na vida desses garotos”, diz Leandro Cruz.

Aberto à comunidade

O projeto não se restringe a pessoas dos clubes de futebol. Está aberto para membros da comunidade em qualquer período do ano, um diferencial da EJA. É só se dirigirem aos locais de aula.

Na região continental, podem se inscrever moradores do Estreito, Jardim Atlântico, Coloninha, Capoeiras e Monte Cristo. Quem reside no Carianos e Tapera, no Sul da Ilha, pode também finalizar o segundo segmento do ensino fundamental (6º ao 9º ano). Para outras informações, é só ligar para  3212-0925.

Método da  EJA

O modelo pedagógico da EJA, da Prefeitura de Florianópolis, leva em consideração o interesse do educando e sua trajetória de vida. A proposta está pautada na ideia de que é possível aprender a partir da busca pelo conhecimento. Legitima as perguntas realizadas pelos estudantes nas pesquisas desenvolvidas individualmente ou em grupo. Essas indagações são expressas por meio de problemáticas que se configuram como unidades de planejamento.

Os conteúdos são tanto decorrentes das habilidades e competências, como ler, escrever, calcular, comparar e resumir.

Natal Dias Araújo, coordenador do Núcleo Sul I da EJA, enfatiza que os alunos-atletas terão possibilidades de conceber pesquisas ligadas ao mundo do esporte e afins. “Isso fará com que os estudantes lidem dentro da sala de aula com a realidade futebolística”.

 

Núcleo EJA Figueirense

Local: Estádio Orlando Scarpelli - R. Humaitá, 194 - Estreito

Horário de atendimento: 19h às 22h

Número de jogadores matriculados: 5

Número total de matriculados no núcleo: 25

 

Núcleo EJA Avaí

Local: Escola Estadual  Ildefonso Linhares - R. Ver. Osvaldo Bittencourt, 206 - Carianos

Horário de atendimento: 19h às 22h

Número de jogadores matriculados: 12

Número total de matriculados no núcleo: 26

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?