Um projeto que visa aliar a renovação do espaço escolar e conectar os alunos com a prática do grafismo vem chamando a atenção na Escola Municipal Albano Kanzler, no bairro Nova Brasília. Mais de 60 alunos do 9º ano estão pintando o ginásio da instituição com as técnicas aprendidas na disciplina de artes.

Ao ouvirem o sinal para a aula de artes, os estudantes logo se animam para ir à quadra de esportes da instituição. Unidos e incentivados a pintarem a escola, eles logo correm para pegar o pincel, mergulhar na tinta e fazer da escola algo melhor e mais bonito.

Logo em seus primeiros passos na escola, a professora de artes Maria Augusta Dreschel, de 23 anos, recebeu a proposta de realizar um projeto de grafite com os alunos do 9º ano. Ela aceitou o desafio,  começou a trabalhar os grafismos africanos e desde o início de novembro está aplicando as formas geométricas nas paredes do ginásio com os estudantes.

"No meio do ano fomos visitar a Scar e aprender um pouco mais sobre grafismo", relata.

A pintura feita por 36 alunos do período matutino e 27 do vespertino esta nos acabamentos finais. O que mais vem chamando a atenção da professora é o engajamento dos alunos que a todo instante dão sugestões de formas e cor que podem ser utilizadas na parede.

"Eu dou bastante liberdade para eles escolherem o melhor caminho". Ela conta que existe uma pequena rivalidade entre as duas turmas, mas que isso só serve como estimulante.

A professora agradeceu o apoio da direção da escola pela oportunidade de realizar esse lindo trabalho e por disponibilizar todos os materiais para a pintura.

Em setembro, o projeto ganhou destaque na Feira Municipal Científica e Tecnológica (FECITEC), quando as alunas Emily Rebeca Ramos, de 14 anos, e Kailane Priscila Mateir, de 15 anos, apresentaram aos jaraguaenses o que está sendo realizado nas escolas.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

Emily conta que o projeto vem estimulando os estudantes a trabalhar em equipe, além de expandir conhecimento sobre o grafite. "Conhecemos os pintores, entendemos suas artes e agora estamos aplicando no muro da ginásio", ressalta.

 A diretora da Albano Kanzler, Marcilene Campregher, rasgou elogios para Maria Augusta, que, segundo ela, logo em seu primeiro ano vem demonstrando um envolvimento gigante com as ideias da escola e fazendo com que os alunos também se envolvessem com esses projetos.

Marcilene também ressalta que é importante os adolescentes saberem a diferença entre uma pintura, um grafite e as várias expressões artísticas que existem no mundo.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?