A Secretaria de Educação de Joinville ampliou o programa Educação Financeira na rede municipal de ensino. A ação torna a atividade um projeto institucional e abrange todas as escolas municipais. O programa começou em 2015 em 47 unidades com implantação do conteúdo durante as aulas.

Na época, Joinville e Manaus (AM) foram os dois municípios brasileiros escolhidos para participar do projeto-piloto da Associação de Educação Financeira, com apoio do Banco Mundial e Ministério da Educação. O objetivo é preparar para a cultura de planejamento, prevenção, poupança, investimento e consumo consciente entre crianças e adolescentes.

“A intenção desde o início sempre foi tornar o programa Educação Financeira uma das  prioridades e expandir para toda a rede municipal”, explica a diretora executiva da Secretaria de Educação, Sonia Fachini. Durante este período, já foi possível observar a mudança de atitude dos alunos dentro da escola e na própria família. “Com o material didático usado de forma interdisciplinar, percebemos que as crianças começaram a entender sobre o uso correto do dinheiro da família e também saber cuidar dos gastos. Isso vem culminar com que a educação municipal preconiza, que é formar um cidadão consciente".

As 85 escolas municipais aplicam o conteúdo para as turmas do 1º, 3º, 5º, 7º e 9º ano do Ensino Fundamental, abrangendo cerca de 26,7 mil alunos. De forma prática, eles aprendem sobre orçamento familiar, pesquisa de preço e até são incentivados a pedir a nota fiscal. É uma forma de ter o controle dos gastos. Durante o período, diretores, supervisores e professores receberam capacitação e material didático para que o tema fosse inserido no conteúdo de forma transversal e interdisciplinar, ou seja em todas as disciplinas os conteúdos que forem pertinentes.

O resultado das atividades desenvolvidas no programa Educação Financeira vai ser expostos este ano na Feira Municipal de Matemática.